Lula diz que chegou à Presidência sem fraquejar e com determinação

Segundo Lula, quando ele conta seu exemplo, o faz para levantar a auto-estima das pessoas. “Para que as pessoas saibam que alguém que passou o que eles estão passando chegou a presidente da República. E só cheguei porque não fraquejei, só cheguei porque trabalhei, acreditei, lutei e cheguei. Então, o que digo para as pessoas é que não há razão nenhuma para a gente desanimar”, afirmou.
Lula ainda falou sobre a questão do saneamento básico no Brasil. “Eu vivi muitas enchentes, não foram poucas na minha vida e acho que tudo isso serviu de aprendizado para mim. Serviu de aprendizado e eu tento passar para as pessoas. E por isso eu tenho essa vontade, essa determinação de enfrentar, de uma vez por todas, a questão do saneamento básico no Brasil”. O presidente comentou também sobre o PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) para a área. “São R$ 40 bilhões divididos entre os 27 Estados, envolve, na verdade, 394 municípios e vai atender o equivalente a 15 milhões de famílias, ou seja, 60 milhões de pessoas.

O grande problema do Brasil é que o país tem uma cultura pequena de investimento em saneamento básico”. Lula destacou, no entanto, que é importante que se faça uma política combinada. “O que é importante é que tenha uma política combinada, ou seja, aonde nós formos trabalhar essa política de saneamento básico, junto tem que entrar o posto médico, junto tem que entrar escola, junto tem que se pensar na área de lazer, junto tem que entrar a política de segurança. Tudo isso é um jogo feito com vários ministérios participando para que a gente possa fazer uma melhoria substancial na vida do povo que mora em situações mais degradantes”.

PAC da Funasa

O presidente Lula da Silva afirmou ainda, que lançará no dia 19 de setembro o PAC da Funasa (Fundação Nacional de Saúde). O PAC Funasa tem R$ 4 bilhões para investimento, R$ 280 milhões serão investidos para levar esgotamento sanitário e água tratada a 90% das comunidades indígenas, depois nós vamos ter R$ 180 milhões para levar esgotamento sanitário e água potável também nos quilombos já legalizados e depois nós vamos ter mais de R$ 3 bilhões que vão atender às cidades de até 50 mil habitantes”.
Lula disse que o programa vai priorizar as cidades por índice de mortalidade infantil. “Vamos priorizar as cidades por índice de mortalidade infantil, vamos priorizar as cidades do Norte por malária e cidades do Nordeste e também da região Sul do país que tenham doença de Chagas. Tudo isso faz parte de um grande projeto do PAC”.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email