Luiz Inácio condena golpe de Estado e rejeita novo governo

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva condenou o que considera um golpe de Estado em Honduras e afirmou que o Brasil não aceitará o novo governo do presidente hondurenho interino, Roberto Micheletti, que assumiu o cargo depois que soldados prenderam o presidente eleito Manuel Zelaya, no domingo, e o enviaram para o exílio na Costa Rica. Lula afirmou que a única saída para o país é a democracia. “Não há meio termo. Temos que condenar esse golpe’’, disse.
Zelaya foi detido por um grupo de militares, horas antes de o país iniciar uma consulta pública sobre um referendo para reformar a Constituição.
O presidente deposto queria incluir o referendo sobre a convocação da Assembleia Constituinte -que, segundo críticos, era uma forma de Zelaya instaurar a reeleição presidencial no país- nas eleições gerais de 29 de novembro. A proposta, contudo, foi rejeitada pelo Congresso. Os parlamentares afirmaram que a deposição de Zelaya foi aprovada por suas “repetidas violações da Constituição e da lei e desrespeito a ordens e decisões das instituições’’. Já no exílio, Zelaya defendeu-se dizendo que foi deposto “em um complô de uma elite voraz, uma elite que só quer manter o país isolado, em um nível extremo de pobreza’’.
O golpe em Honduras foi criticado duramente por Lula, que o associou ao passado de ditaduras militares na América Latina. “Não podemos aceitar ou reconhecer qualquer novo governo que não seja o do presidente Zelaya, porque ele foi eleito diretamente pelo voto, cumprindo as regras da democracia. E nós não podemos aceitar mais, na América Latina, alguém querer resolver o seu problema de poder pela via do golpe’’, afirmou.
Manuel Zelaya deve retomar à Presidência e alertou que essa é a “única condição” para que o Brasil possa estabelecer qualquer tipo de relação com o país.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email