IPC-S fecha sem variação em fevereiro, diz FGV

Nas sete capitais pesquisadas, os preços subiram menos ou caíram entre as duas semanas. A maior queda do IPC-S regional foi registrada em Belo Horizonte (baixa de 0,20%), seguido pelo IPC-S paulista (retração de 0,11%) e de Salvador (decréscimo de 0,07%). A maior variação (0,57%) foi verificada em Recife, seguido pelo Rio de Janeiro (0,15%), Brasília (0,11%) e Porto Alegre (0,07%).

Grupo
Alimentação

Em São Paulo, o resultado do IPC-S regional, que desacelerou em relação à terceira semana do mês (variação de 0,15%), foi afetado pelos preços do grupo Alimentação, que caíram em média 0,86%, ante decréscimo de 0,23% no período anterior.
Os preços do grupo Educação, Leitura e Recreação também subiram menos, na comparação das duas semanas, bem como os preços do grupo Despesas Diversas e dos produtos do grupo Saúde e Cuidados Pessoais.

Variação
de preços

No Rio de Janeiro, o IPC-S regional teve variação de 0,15% contra 0,23% na terceira semana do mês, sendo que quatro dos sete grupos de despesas tiveram desaceleração entre os dois períodos.
Os destaques ficaram por conta dos grupos Educação, Leitura e Recreação e de Alimentação. Os preços do primeiro subiram 0,83% na quarta semana contra 1,20% na semana anterior; no caso do segundo, os preços caíram 0,02% ante alta de 0,16% na semana anterior.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email