Ipaam participa de plano diretor de resíduos

O Ipaam (Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas) integra o estudo para o Plano Diretor de Resíduos do PIM (Pólo Industrial de Manaus) e apresentou, esta semana, o painel referente às propostas do Plano no 3º Workshop de estudos.
O Workshop aconteceu sob a coordenação da Suframa (Superintendência da Zona Franca de Manaus), na sede da Superintência, e tem a parceria da Jica (Japan International Cooperation Agency).
O objetivo do evento é avançar no intercâmbio de informações entre Brasil e Japão e entre entidades representativas, órgãos do setor público e indústrias geradoras de resíduos do PIM (Pólo Industrial de Manaus), com o fim de formular uma proposta de Plano Diretor de Resíduos para o segmento industrial.
O painelista pelo Ipaam será o assessor do órgão e especialista em gestão de resíduos, Antônio Ademir Stróski. Segundo ele, o Instituto integra o estudo desde o início da cooperação técnica entre Brasil e Japão ocorrido em 2008. No início deste ano, ele foi um dos especialistas que esteve no Japão em treinamento sobre resíduos industriais promovido pela Jica.
“Vou mostrar no 3º Workshop o que vimos no Japão e o que é perfeitamente aplicável à nossa realidade mais algumas outras propostas surgidas a partir do treinamento e da nossa experiência na gestão de resíduos”, disse Stróski.
Segundo ele, os primeiros frutos desta cooperação técnica será o banco de dados sobre resíduos industriais que será disponibilizado ao Ipaam pela Suframa e pela JICA.
O banco de dados foi formado a partir de questionários respondidos pelas indústrias durante o ano passado e já possui informações de 120 indústrias geradoras de resíduos e 67 prestadoras de serviços em resíduos. “Nossa meta é atingir 100% das indústrias”, afirmou Stróski que trabalha com o total de aproximadamente 500 indústrias em Manaus.
O assessor do Ipaam disse ainda que o banco de dados poderá ter uma utilidade também no licenciamento das indústrias como um dos requisitos para o licenciamento.
Outro benefício esperado pelo Ipaam será o sistema de manifesto que consiste na emissão de quatro guias, sendo uma para o gerador do resíduo, outra para o transportador, outra para o recebedor e a outra para o órgão licenciador, procedimento que vai possibilitar o monitoramento completo do resíduo, principalmente os perigosos, classe I. Do evento participam também a Fieam (Federação das Indústrias do Estado do Amazonas) e Cieam (Centro das Indústrias do Estado do Amazonas).
Durante a tarde, os participantes apresentaram sugestões para enriquecer o Plano Diretor de Resíduos do Pólo Industrial de Manaus.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email