Indústria gera 1,4 milhão de empregos entre 2003 e 2007

A indústria foi responsável pela geração de 1,4 milhão de empregos entre 2003 e 2007, informou na sexta-feira o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Em 2007, eram 7,3 milhões de pessoas empregadas no setor, ante 5,9 milhões quatro anos antes.
Os dados da PIA (Pesquisa Industrial Anual) indicam que, neste mesmo intervalo de tempo, foram criadas 25 mil empresas no setor industrial. As 164 mil indústrias brasileiras geraram receita total de R$ 1,5 trilhão em 2007. Em média, eram 44 funcionários por empresa em 2007.
A pesquisa mostra que os trabalhadores na indústria obtiveram ganho salarial real de 8,8% entre 2003 e 2007. O salário médio pago, em termos nominais, era de R$ 1.410 em 2007, contra R$ 1.073 em 2003. O ganho de 8,8% leva em conta o deflacionamento pelo INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor), que variou 20,8% no período.
O segmento de alimentos foi o principal empregador em 2007, com 18,6% do pessoal total ocupado. Foi também o que teve o maior avanço em termos de participação, já que em 2003 o número de funcionários deste segmento significava 17,7% do total.
A indústria de vestuário e acessórios foi responsável por empregar 7,8% do total ocupado, seguido pelo segmento de máquinas e equipamentos (6,9%), produtos de metal (6,1%) e fabricação de veículos automotores (5,6%).
A indústria de refino de petróleo e produção de álcool foi a que melhor pagou em 2007, com média de R$ 3.674. Em seguida veio a indústria do fumo (R$ 2.630), produtos químicos (R$ 2.618), fabricação de veículos automotores (R$ 2.411) e outros equipamentos de transporte (R$ 2.406). Já os segmentos de vestuários e acessórios (R$ 608 médios), calçados e artigos de couro (R$ 691), reciclagem (R$ 769), mobiliário (R$ 780), madeira (R$ 797) e têxtil (R$ 919) foram os que menos pagaram, em média, dentro de toda a indústria, em 2007.
O fato de a produção de petróleo estar concentrada no Rio de Janeiro garantiu ao Estado o maior salário médio do país, com 6,2 salário mínimos. São Paulo vem em seguida, com média de 4,9 salários mínimos. O menor salário médio, em 2007, foi pago em Alagoas 1,5 salário mínimo.
Os investimentos brutos realizados na indústria em 2007 somaram R$ 118 bilhões. Ao mesmo tempo, os gastos com pessoal totalizaram R$ 196 bilhões, enquanto os custos diretos de produção foram de R$ 114 bilhões.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email