Indústria de pneu gigante ganha impulso

A alta demanda por equipamentos por parte das mineradoras está afetando fabricantes de equipamentos. Produtores de pneus para caminhões “fora de estrada”, utilizados no transporte do produto dentro das minas, estão operando no limite da capacidade de produção. No caso da Goodyear do Brasil, a alternativa foi redirecionar parte da produção dos pneus gigantes diagonais, que antes eram importados para o mercado interno.

Segundo o gerente de Produto da Goodyear, Rubens Campos, a fábrica de Americana (SP) está operando no limite da capacidade, com uma volume que chega a 250 pneus/mês de duas linhas principais. Do volume total, metade costumava ser exportada para outros países do mundo, mas a estimativa é que um volume entre 60% e 70% fique no Brasil, para atender à demanda das mineradoras, principalmente da CVRD (Companhia Vale do Rio Doce) e da CSN (Companhia Siderúrgica Nacional). “Nossa capacidade é limitada e não temos estoques”, explicou.

Ele explicou que a Goodyear possui outras fábricas de pneus localizadas nos Estados Unidos e Japão e especializadas na fabricação dos produtos radiais, que possuem uma capacidade maior de transporte de carga, conforme a velocidade e distância percorrida (TKPH). Mas devido ao aumento da demanda mundial, principalmente de Estados Unidos, Canadá e Austrália, há limitações para o atendimento da demanda. A estimativa da Goodyear do Brasil é que a demanda pelas mineradoras continue plena pelo menos até 2010.
As estimativas do Instituto Brasileiro de Mineração é de que o faturamento da indústria mineral brasileira ultrapasse a barreira dos R$ 40 bilhões até 2007, incremento de 11% , ante 2006.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email