Hospital Gilberto Novaes abre mais 13 leitos

O hospital de campanha municipal Gilberto Novaes começa o segundo mês de funcionamento com a abertura de mais 13 leitos. Administrada pela Prefeitura de Manaus, em parceria com o grupo Samel e o instituto Transire, a unidade hospitalar passa a contar com 143 vagas de internação, das quais 39 de Unidade de Terapia Intensiva (UTI). São os primeiros leitos a serem abertos no prédio de dois andares do hospital, após o início da segunda etapa de obra.

“Cada passo novo que damos nesse nosso hospital de campanha, é uma esperança a mais para continuarmos salvando vidas desse vírus, que já mostrou que não está para brincadeira. Só tenho a agradecer, mais uma vez e sempre, aos nossos parceiros, a Samel e o Transire, aos profissionais de saúde e de todas as áreas que atuam na unidade, mais ainda aos pacientes, ampla maioria recuperados, tudo em apenas um mês”, destacou o prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto.

Para levar os pacientes à nova área, foi finalizada a passarela que interliga as duas edificações. A rampa para o trânsito dos internados e dos profissionais de saúde segue todas as normas de segurança e conta com guarda-corpo lateral, superfície antiderrapante, bem como fitas adesivas antideslizantes. Uma cobertura foi feita tanto na passarela quanto no ponto de parada das ambulâncias, para proteção segura contra a chuva e o sol.

As obras seguem em ritmo acelerado para que o hospital – montado em uma estrutura de um Centro Integrado Municipal de Educação (Cime) da prefeitura, com mais de 6 mil quadrados, que estava prestes a ser inaugurado no bairro Lago Azul, zona Norte – atinja a capacidade máxima de 279 leitos.

Segundo o coordenador do hospital e diretor do grupo Samel, Ricardo Nicolau, após encerrar o primeiro mês com mais de 200 altas médicas, é recompensador inaugurar novos espaços de internação para atender a população amazonense durante esta batalha contra o novo coronavírus.

“Isso mostra o quanto estamos trabalhando de forma intensa para abrir novos leitos o mais rápido possível. As obras de adaptação das salas de aula em novas enfermarias estão aceleradas, mas dependemos, também, da fabricação dos mobiliários hospitalares e da entrega de equipamentos pelos fornecedores”, aponta Ricardo Nicolau.

Os espaços de internação contam com a “Cápsula Vanessa”, desenvolvida por médicos e fisioterapeutas do grupo Samel, em conjunto com profissionais do instituto Transire. A tecnologia permite a ventilação não invasiva de pacientes, evitando a entubação orotraqueal precoce. Além disso, garante maior conforto aos pacientes e diminui os riscos de contaminação dos profissionais de saúde.

Instalada para desafogar o sistema tradicional de saúde, a unidade atende pacientes encaminhados via Central de Regulação. Mesmo sendo de campanha, opera com alta complexidade e conta com um tomógrafo e um laboratório de análises clínicas que funciona 24 horas. Além dos leitos ativos, o hospital de campanha municipal Gilberto Novaes possui uma sala de tomografia computadorizada – para auxiliar no tratamento da doença, bem como no diagnóstico precoce – e um laboratório de análises clínicas com funcionamento 24 horas.

Fonte: Redação

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email