Governo federal libera mais R$ 18 milhões para atenção básica no AM

O governo federal reforça os serviços de atenção básica na saúde do Amazonas com a liberação de mais R$ 18 milhões, que contemplam Manaus e mais 45 municípios do Estado, além de três importantes instituições da região – o Lacen (Laboratório Central de Saúde Pública do Amazonas), a FCecon (Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado do Amazonas) e a FMT/HVD (Fundação de Medicina Tropical Heitor Vieira Dourado.

Só o Lacen e a FCecon serão contemplados com R$ 2 milhões deste montante, respectivamente. E a FMT/HVD, com R$ 1 milhão. Previstos inicialmente para investimentos em obras de infraestrutura no Amazonas, esses recursos foram destinados agora para as medidas de combate ao avanço da pandemia.

Até ontem, o Amazonas registrava pelo menos 488 mortos por coronavírus e o total de infectados confirmados passava de 18 mil. As pessoas que conseguiram se curar da doença era de mais de 1.900. E a Covid-19 já tinha chegado a 58 dos 62 municípios do Estado, segundo os últimos números oficiais.

“Esses recursos são provenientes de emendas de execução obrigatória (impositivas) apresentadas ao Orçamento da União, que foram remanejados para a rede pública de atendimento à saúde em caráter emergencial devido à Covid-19”, disse o senador Eduardo Braga (MDB-AM). “Todos os nossos esforços estão voltados nessa direção”, acrescenta o parlamentar amazonense, que atribui a liberação da verba ao seu trabalho em Brasília.

Por meio de sua atuação parlamentar, Braga informa que em menos de 15 dias conseguiu destravar mais de R$ 30 milhões para o Amazonas, contando os recursos de R$ 13,4 milhões que foram liberados em abril para 49 municípios do Estado.

A FCecon, centro de referência no tratamento de câncer, informa que aplicará o dinheiro na aquisição de mais equipamentos de proteção individuais, nessa época de ‘guerra’ contra o coronavírus. “Vamos redobrar os cuidados que já tomávamos antes da pandemia da Covid-19. E ainda será aprimorada uma série de procedimentos adotados para evitar o risco de contágio pela doença no hospital”, ressalta o diretor-presidente da instituição, Gerson Mourão.

Carauari ficará com R$ 300 mil da verba federal liberada para os 45 municípios. “Os recursos vão nos ajudar a manter o atendimento na saúde. Estamos contratando e pagando funcionário, como um médico intensivista, além de outros profissionais auxiliares”, diz o prefeito do município, Jair Souto,  que garante ter conseguido conscientizar a população sobre os riscos da Covid-19, como a adoção do uso de máscaras e o isolamento social, seguindo uma orientação das autoridades sanitárias.    

Os municípios que vão receber os novos recursos repassados pelo governo federal, através de emendas positivas, são: Atalaia do Norte, Autazes, Barcelos, Barreirinha, Benjamin Constant, Borba, Canutama, Carauari, Careiro Castanho, Careiro da Várzea, Coari, Codajás, Eirunepé, Envira, Guajará, Ipixuna, Itacoatiara, Itamarati, Itapiranga, Japurá, Juruá, Jutaí, Lábrea, Manacapuru, Manaquiri, Manaus, Maraã, Maués, Nova Olinda do Norte, Novo Airão, Novo Aripuaná, Parintins, Pauini, Rio Preto da Eva, Santa Isabel do Rio Negro, Santo Antônio do Içá,  São Gabriel da Cachoeira,  São Paulo de Olivença, São Sebastião do Uatumã, Silves, Tabatinga, Tonantis, Urucuará e Urucurituba.

Fonte: Marcelo Peres

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email