16 de abril de 2021

Governo federal estuda medidas para estimular exportações brasileiras

Coutinho estima que o volume de financiamentos do Bndes alcançará R$ 133 bilhões nos próximos três anos, dos quais R$ 40 bilhões ainda este ano; principalmente em obras de infra-estrutura.

A equipe econômica do governo estuda a adoção de medidas de estímulo às exportações brasileiras, revelou ontem o presidente do Bndes (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), Luciano Coutinho. Ele participou de audiência com o ministro da Fazenda, Guido Mantega.
Alegando que as medidas ainda estão em estudo, Coutinho não deu detalhes. Ele, no entanto, disse que é importante fazer um “esforço de sustentação das exportações”, em especial nas áreas de crédito e de financiamento com relação a equipamentos, bens de capital e serviços.
Apesar de admitir a elaboração de medidas para manter o nível de exportações, o presidente do Bndes ressaltou que as condições de comércio internacional “já são bastante favoráveis”. “A balança comercial ainda vai ter resultado positivo importante neste ano”, destacou.
Coutinho revelou que o Bndes está disposto a apoiar, com financiamentos, todas as iniciativas para estimular as exportações, como forma de fazer contraponto ao crescimento acentuado das importações, nos últimos meses.
Em relação ao PAC (Programa de Aceleração do Crescimento ), Luciano Coutinho afirmou que o Bndes trabalha com perspectivas positivas de continuidade de investimentos em obras de infra-estrutura. “Essas obras já mostram dinamismo”, avaliou.
O presidente da instituição bancária acrescentou ainda que novas obras como a usina hidrelétrica de Jirau, em Rondônia, as concessões rodoviárias, em análise na Casa Civil e no Ministério dos Transportes, necessitarão de financiamentos do banco.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email