Governador chinês visita Amazonas e quer intercâmbio

O presidente da Câmara Municipal de Manaus recebeu nesta sexta-feira, 27, em seu gabinete, os membros da delegação chinesa da província de Shaanxi, que pela primeira vez visitam o Amazonas e o Brasil para estabelecer contatos políticos, econômicos e culturais. Na chefia da delegação o próprio governador de Shaanxi, Yao Jingjiang, acompanhado do prefeito Chen Ping e do secretário de Finanças Kang Zhongtao.
Numa conversa informal e animada com o presidente da Câmara, o governador Yao Jingjiang falou sobre os encantos dos pontos turísticos visitados por eles, como o encontro das águas, a natureza amazônica e o artesanato indígena encontrado no Museu do Índio em Manaus. Carijó falou da hospitalidade amazonense e lembrou o dito popular que afirma “quem vem aqui e come jaraqui, nunca mais sai daqui”.
“Senti nas visitas que o povo brasileiro é muito amigável. Por isso queremos estabelecer uma relação mais estreita entre nossas culturas”, retribuiu o governador chinês, convidando o presidente da CMM a visitar seu país no futuro.
Luiz Alberto Carijó lembrou que as economias do Brasil e China são complementares e que o intercâmbio econômico pode trazer benefícios bilaterais, principalmente para o Amazonas com o seu Polo Industrial. “Podemos estabelecer relações muito proveitosas para ambos os povos, pois aqui, como na China, o povo é o nosso principal patrimônio”, disse.
Durante a conversa, o presidente da Câmara informou sobre as potencialidades naturais e econômicas do Amazonas, focando principalmente na questão da biodiversidade. “O Amazonas possui a maior biodiversidade do planeta, até porque as nossas florestas são as mais bem preservadas na Amazônia e são riquíssimas nesse aspecto”, explicou.
Em resposta, o governador Jingjiang falou sobre o passado cultural da província de Shaanxi, com mais de mil anos, que segundo ele foi governada pela dinastia Han e teve 13 reis em sua história. Hoje, completando 60 anos sob o regime socialista chinês, a província é uma das maiores produtoras da China, com indústrias de grande porte como a de automóveis e aviões.
Shaanxi é também um pólo de produção de gás e petróleo, minerais e possui uma agricultura forte. O governador disse que a “melhor maçã da China” é produzida em sua província. Mas não é apenas no fator econômico que se sobressai. Atualmente existem mais de cem universidades formando jovens e preparando mão-de-obra técnica de alta qualificação.
“Só se pode pensar em desenvolver tecnologia de ponta se houver investimentos em educação”, definiu Jingjiang, recebendo a concordância do presidente Luiz Carijó, que lamentou que o Brasil ainda esteja muito atrasado nessa questão.
Ao final do encontro, a delegação chinesa trocou presentes com o presidente e a vereadora Glória Carrate (PMN), oferecendo um quadro e peças de artesanato em papel recortado da arte Shaanxi. Do presidente da Câmara receberam bombons de fabricação artesanal com sabor de frutas amazônicas. Um coquetel com comidas típicas encerrou a visita.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email