General pode falar sobre a situação das fronteiras na região Amazônica

O general de Exército Augusto Heleno, comandante militar da Amazônia, pode comparecer à Assembléia Legislativa, no dia 6 de maio.

O general de Exército Augusto Heleno, comandante militar da Amazônia, pode comparecer à Assembléia Legislativa, no dia 6 de maio, para falar sobre “a real situação das fronteiras brasileiras, na região amazônica”, por solicitação da deputada Therezinha Ruiz (DEM).
No requerimento, a deputada diz que o comandante do CMA “vê a transformação da faixa da fronteira norte do país em terras indígenas como ameaça à soberania nacional”. “Em palestra sobre a defesa da Amazônia, no Clube Militar, no Rio, o general não se mostrou preocupado em contrariar a posição do governo, que defende a homologação de terras indígenas mesmo em regiões de fronteira, e disse que o Exército “serve ao Estado brasileiro e não ao governo”, e chamou a política indigenista do governo de “caótica”.
Segundo a deputada, dados comprovam que a política indigenista brasileira “está completamente dissociada do processo histórico de colonização do nosso país e precisa ser revista com urgência”. Por isso, sugere que os órgãos indigenistas precisam se associar às Forças Armadas para que se possa rever uma política “que não deu certo até hoje”.
Therezinha também deu entrada em outro requerimento, solicitando que a Assembléia Legislativa encaminhe Moção de Apoio ao general Heleno, “pelas lúcidas declarações a respeito da equivocada política indigenista desenvolvida pelo governo federal”. “O Exército brasileiro, por sua vivência e experiência diária em nossas fronteiras, tem alertado o país sobre o perigo iminente de uma invasão do nosso território nas áreas de fronteiras da Amazônia”.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email