Frente & Perfil: Candidatos a prefeito estreiam na TV e no rádio

Hoje, é a vez dos candidatos a prefeito estrearem no horário eleitoral gratuito na TV e no rádio. De acordo com as assessorias, Arthur vai destacar o prestígio nacional de ter sido um dos senadores mais importantes do Brasil. Vanessa vai contar a sua trajetória e ressaltar a ação conjunta, se apoiando em Lula e em Dilma. Eduardo e Omar também devem aparecer. Serafim vai lembrar de forma direta do remédio fácil, da integração temporal e da domingueira. Sabino vai se dirigir aos evangélicos. Henrique quer ser o novo na eleição, enquanto Pauderney que mostrar soluções técnicas para os problemas da cidade.

Do contra I

Os apoiadores de Vanessa passaram a ter uma missão especial neste período de campanha: associar a atitude do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin ao candidato tucano Arthur Neto (PSDB). Como se sabe, São Paulo quer derrubar a legislação que regulamenta a concessão de benefícios fiscais do PIM. A estratégia é dizer que o PSDB é um partido contra os interesses da Zona Franca e, consequentemente, atingir Arthur, que no momento lidera as pesquisas.

Do contra II

Por outro lado, tem muita gente que rebate dizendo que as últimas atitudes do governo Dilma também pesaram contra o Amazonas. Dos mais de um bilhão de investimentos em logística, nenhum centavo foi destinado ao Estado. Além disso, o polo de duas rodas está em crise com milhares de desempregados, e o governo federal ainda não tomou nenhuma atitude que conseguisse frear a derrocada.

Braga contra-ataca

Pra completar, Arthur espalhou que a bancada federal foi fraca e não defendeu como devia o Estado. Como uma “fera”, em defesa dos colegas, o senador Eduardo Braga (PMDB) saiu da toca e pelas ondas da rádio Cidade elencou os ataques cometidos pelo PSDB contra a Zona Franca. Até então, Braga vinha se queixando que não era consultado sobre os rumos da campanha. Aí, quem estava errando era o marketing de Vanessa, pois ter um camburão de votos ao lado e não utilizar é burrice política.

Batalha

O assunto Alckmin também dominou a homenagem aos 52 anos da Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (Fieam) no plenário Ruy Araújo. O deputado Chico Preto (PMDB), conclamou os empresários para a batalha. Luiz Castro disse que Arthur até rompeu relações pessoais com o governador de São Paulo. O presidente da Fieam, Antonio Silva, afirmou que a instituição não medirá esforços para defender o Amazonas e que as prerrogativas do Estado são constitucionais.

Amazonino some

As notícias não são animadoras sobre a saúde de Amazonino. Fala-se até em hemodiálise. Isso explica seu sumiço nos últimos dias. Desde que saiu da audiência no Ministério das Cidades, na última quarta-feira (15), ele não deu mais notícias, o que tem deixado em polvorosa assessores e, principalmente, candidatos a vereador que esperam o seu apoio.

Nobre

Sem candidato a vereador na família, o ex-presidente da Aleam, Belarmino Lins, conclama seus eleitores para votarem em Hiram Nicolau, irmão do atual presidente Ricardo Nicolau. Atitude de “Belão” foi classificada de “um gesto de nobreza” pelo candidato ao receber a notícia do apoio.
Bom exemplo

Em tempos de recessos brancos e pardos nas Casas legislativas, por causa das eleições tem chamado a atenção a frequência em plenário do deputado Orlando Cidade (PTN). Mesmo candidato à Prefeitura de Manacapuru, o parlamentar não falta às sessões. “Com a ponte vou a Manacapuru pela parte da tarde e noite e não prejudico o trabalho de plenário”, afirma ele. Bom exemplo que deveria ser seguido.

Chateados

O plenário da Câmara Municipal de Manaus derrubou ontem vários vetos do prefeito Amazonino Mendes. Corporativismo, espírito público, nada disso definiu o comportamento da bancada da situação. Eles mandaram um recado ao chefe: querem ajuda na campanha. Até agora, segundo eles, nem sequer uma satisfação foi dada à maioria.

Carijó paga o pato

O escalado pelo prefeito para coordenar a ação das coligações aliadas foi o experiente vereador e ex-prefeito Luiz Alberto Carijó (PDT), mas depois de muito prometer e não ter como cumprir, ele simplesmente parou de alimentar esperanças nos colegas. O último prazo dado para que algum apoio chegasse à bancada foi o último dia 20. Como não foi cumprido, a rebelião se manifestou ontem.

Infinity

O Ministério Público Estadual por meio da promotoria do consumidor está de olhos bem abertos para uma possível conduta ilegal da TIM aos usuários do plano Infinity. De acordo com as denúncias, a operadora estaria propositadamente truncando as ligações para que o usuário faça uma segunda chamada. O promotor Otávio Gomes está na fase de investigação, colhendo os depoimentos. Se comprovada, mais sanções vêm por aí.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email