Francês compra VR por R$ 1 bi

O grupo francês Sodexho anunciou ontem a aquisição da VR, empresa brasileira de tíquetes-alimentação fundada há 30 anos pelo empresário Abram Szajman. O valor do negócio, assinado na noite de sexta-feira com a presença do fundador da Sodexho, Pierre Ballon, foi de 380 milhões de euros (R$ 1 bilhão). O pagamento será feito em dinheiro.
Os franceses podem levar ainda, por R$ 150 milhões, 20% da SmartNet, empresa de tecnologia da VR especializada no processamento dos cartões de benefício, segundo fontes ligadas às negociações. Pelo acordo atual, porém, a Sodexho usará apenas os serviços da empresa por cinco anos.O negócio está sujeito à aprovação do Banco Central e do Cade, o Conselho Administrativo de Defesa Econômica.
A aquisição criará o primeiro ou o segundo maior grupo do setor no Brasil, com um volume de negócios de 2,3 bilhões de euros (em torno de R$ 6 bilhões), uma carteira de 40 mil clientes e 5 milhões de beneficiários, segundo informações da Sodexho.
Daqui em diante, a liderança será disputada palmo a palmo com a também francesa Ticket, do grupo Accor, que diz ter 50 mil clientes e movimentar R$ 6,3 bilhões em negócios. A terceira posição ficará com a Visa Vale, aliança entre Visa International Bradesco, BB Banco de Investimentos e ABN Real.
“O preço foi um pouco alto. Mas existem várias sinergias operacionais entre as empresas. Foi uma oportunidade rara”, disse à imprensa francesa o analista de mercado Guillaume Rascoussier, que recomendou a compra das ações da Sodexho. As ações da companhia caíram 1,6% após o anúncio.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email