França e Alemanha unidas contra especuladores

O presidente da França, Nicolas Sarkozy, e a chanceler da Alemanha, Angela Merkel, entraram em acordo na segunda-feira em Meseberg (Alemanha) para limitar a influência dos fundos especulativos.
Sarkozy insistiu na luta contra os “predadores”, e a chanceler alemã, na necessidade de “transparência” nos mercados financeiros. Os dois líderes se reuniram no castelo de Meseberg, a 80 quilômetros ao norte de Berlim, para uma cúpula informal, a terceira do gênero desde a posse de Sarkozy em 16 de maio.
Sarkozy defendeu “a moralização dos mercados financeiros contra os predadores que ameaçam os empregos”. Já Merkel preferiu falar em “transparência” dos mercados, um tema de preocupação maior para os dois dirigentes, após os reflexos da crise das hipotecas de alto risco (subprime) nos Estados Unidos.
“A transparência dos mercados financeiros, suas regras e sua supervisão são elementos essenciais para evitar correções excessivas”, indicou um comunicado publicado ao final do encontro, em referência à alta das taxas de juros cobradas nos empréstimos interbancários.
A crise atingiu uma proporção ainda maior porque os operadores não compreenderam a tempo até que ponto o mercado imobiliário nos Estados Unidos estava em situação precária.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email