Exportações do Brasil para árabes sobe 17%

As exportações do agronegócio brasileiro para os países árabes cresceram 17,2% no primeiro semestre de 2010 em relação ao mesmo período do ano passado. As vendas totalizaram US$ 3.4 bilhões em comparação com US$ 2.9 bilhões

As exportações do agronegócio brasileiro para os países árabes cresceram 17,2% no primeiro semestre de 2010 em relação ao mesmo período do ano passado. As vendas totalizaram US$ 3.4 bilhões em comparação com US$ 2.9 bilhões.
O agronegócio representou 69,7% do total da receita cambial com exportação para os árabes, cujo total foi de cerca de US$ 5 bilhões. As informações foram divulgadas pela Câmara de Comércio Árabe Brasil, que reúne 22 países da região.
Os produtos mais exportados aos países árabes no período foram açúcar e carnes que, juntos, representaram 84% (US$ 2.9 bilhões) do total da venda do agronegócio brasileiro para região.
Os quatro principais compradores árabes dos produtos agropecuários brasileiros no primeiro semestre foram: Arábia Saudita, com um total US$ 849.6 milhões (crescimento de 24,4%), seguida pelo Egito, com US$ 484 milhões (mais 14%), Emirados Árabes Unidos, com US$ 469 milhões (+13,5%) e Argélia, com US$ 300 milhões (+8,6%).

Corrente comercial

A corrente comercial (importações mais exportações) entre Brasil e os países árabes cresceu 30,9% no primeiro semestre, para US$ 8,31 bilhões ante o mesmo período do ano passado. Nos primeiros seis meses de 2010, os países árabes foram o quatro maior destino das exportações brasileiras, com 5,6% do total.
No período, as exportações totais do Brasil aos árabes cresceram 16,12%, para US$ 5 bilhões ante US$ 4.3 bilhões registrados no mesmo período de 2009. As importações de produtos árabes pelo Brasil cresceram 62%, para US$ 3.3 bilhões ante US$ 2.04 bilhões de janeiro a junho de 2009. A Câmara de Comércio considerou o resultado muito positivo, uma vez que houve retração no comércio global durante o período.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email