Estudo mostra balanço do mercado imobiliário

No quarto trimestre de 2009 o mercado imobiliário registrou IVV (Índice de Velocidade de Vendas) de 46,92% e apresentou evolução de 55,06%, em comparação com o índice do terceiro trimestre do mesmo ano (30,26%). As informações são da PMI (Pesquisa de Mercado Imobiliário), que tem por objetivo gerar índices que permitam acompanhar o desempenho e as variações de comercialização e ofertas de imóveis novos, divulgadas na última sexta-feira, 5, pelo Sinduscon-AM (Sindicato da Indústria da Construção Civil do Amazonas).
Segundo a pesquisa, o maior volume comercializado em relação à oferta foram os imóveis com área útil de até 50 metros quadrados, com o IVV de 89,63%, seguido pelos imóveis com área útil de 150m² até 200m², com o índice de 38,97%. Dos 1.755 imóveis de até 50 m² disponíveis para venda no mercado, 1.573 foram comercializados. Já os 909 imóveis de 100m² a 150² ofertados, somente 160 foram comprados.
O IVV e o número de ofertas e vendas resultam do levantamento direto de informações conduzidas pelo Sinduscon-AM junto às empresas construtoras, incorporadoras e imobiliárias componentes do mercado da construção civil do Amazonas. Os dados sobre ofertas e vendas de imóveis foram obtidos por meio da amostra de 47 empreendimentos verticais. Os números foram estudados de forma geral e segmentados por bairro, tipologia, faixa de valor, área privativa, preço médio do m², por estágio da obra e recurso para construção.
O presidente do Sinduscon, Eduardo Lopes, ressaltou que o grande responsável pelo alto índice de venda de imóveis de até 50 m² foi o programa do governo federal “Minha Casa, Minha Vida”, além da facilidade de financiamento das incorporadoras junto às instituições financeiras. Lopes declarou ainda que mercado voltado às classes A e B se manteve estável, sem grandes crescimentos ou retroações. O presidente disse ainda que a categoria espera um crescimento de 10% nos setores imobiliário e de construção civil, com relação a 2010, impulsionado pelas obras da Copa do Mundo de 2014, da rede hoteleira, novo estádio e o monotrilho.
Os imóveis de três quartos se destacaram no quesito maior oferta e volume comercializado, com 3.041 unidades ofertadas e 1.242 comercializadas, resultando num IVV de 40,84%. No entanto, o segmento de dois quartos apresentou maior IVV (60,47), com 1.048 unidades comercializadas dentre as 1.733 ofertadas. De acordo com a pesquisa a maior oferta continua sendo de imóveis com recurso próprio para construção, correspondendo a 36,61% do total. Em seguida, representando 31,69% do mercado, estão os imóveis construídos com recurso do programa “Minha Casa, Minha Vida”. Observando as informações e considerando o estágio da obra, a grande maioria dos imóveis ofertados (72,27%) e comercializados (89,47%) estava na planta.
Quanto a localização, a pesquisa mostrou que no quarto trimestre de 2009, o bairro que teve maior número de unidades ofertadas foi o União da Vitória (zona oeste), com 1.616 unidades, correspondendo a 31,69% do total e apresentando o maior IVV, com 92,95% dos imóveis vendidos. O bairro Aleixo representou 22,59% do total ofertado, com 1.152 unidades. O bairro Flores apresentou o segundo maior índice de vendas com 48,18% do total ofertado.
Divididos por faixa de valor é possível observar que a maior oferta e comercialização são de imóveis que custam até R$ 100 mil e apresentam IVV de 88,86%, seguido dos imóveis que custam entre R$ 100 mil e R$ 200 mil, representando 14,21% do total vendido. Os imóveis com área útil entre 50m² a 100m² têm maior influência neste indicador, com 2.239 unidades ofertadas e preço médio por metro quadrado a R$ 3 mil, correspondendo a 43,90% do total ofertado e com concentração nos bairros de Ponta Negra, Aleixo, Vieiralves, Adrianópolis, Parque Dez, Planalto, Distrito, Santa Etelvina, Dom Pedro, Parque das Laranjeiras, Flores, São Jorge, Santo Antonio e Campos Sales.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email