22 de abril de 2021

Empresas de combustíveis se unem para criar motor a etanol

Um trator MF 275, de 75 cavalos de potência, movido a etanol e diesel é uma das novidades tecnológicas em exposição na Casa Massey Ferguson na Expointer 2008, maior feira de agronegócio do sul do país

Um trator MF 275, de 75 cavalos de potência, movido a etanol e diesel é uma das novidades tecnológicas em exposição na Casa Massey Ferguson na Expointer 2008, maior feira de agronegócio do sul do país. Em fase de desenvolvimento, o motor a etanol mais diesel é resultado de uma parceria entre Massey Ferguson, MWM International e a Delphi. Líderes em seus segmentos, as três empresas, que já possuem experiência e pesquisas com combustíveis alternativos, se uniram para promover o desenvolvimento da nova tecnologia.
No início da semana, executivos das três empresas apresentaram o projeto durante a Expointer. Participaram da apresentação Fábio Piltcher, diretor de marketing da Massey Ferguson, Luiz Ghiggi, vice – presidente de engenharia da AGCO (fabricante da Massey Ferguson), Vicente Pimenta, gerente de projetos especiais da Delphi e Guilherme Ebeling, gerente de desenvolvimento da MWM International.
Segundo eles, os resultados iniciais indicam até 60% de substituição do diesel pelo etanol com mesmo desempenho do motor e economia de até 25% no combustível. O motor bicombustível etanol mais diesel ainda não está em produção comercial.

Segmentos específicos

O projeto visa atender a segmentos específicos de mercado, como usinas e produtores de álcool, que já utilizam tratores a diesel. A utilização dessa tecnologia traz como vantagens custo operacional mais baixo e emissões mais limpas, já que o etanol não deixa resíduos.
A pesquisa partiu de um motor a diesel, utilizando uma combinação de etanol e diesel como combustível, mantidos em dois tanques distintos. As proporções são variáveis conforme a exigência sobre o propulsor. Nos momentos de maior exigência de força, a proporção de etanol aumenta e a de diesel diminui, o que possibilita no trabalho mais forte atender o consumo com uma quantidade maior do combustível mais barato, o etanol.

Perfil das empresas

A marca Massey Ferguson é líder no mercado brasileiro de tratores há 47 anos. É fabricada pela AGCO, maior fabricante de tratores da América Latina e a maior exportadora do produto no país. Os tratores, colheitadeiras e implementos Massey Ferguson são exportados para mais de 80 países, com atuação destacada nos Estados Unidos, Argentina, Venezuela, Chile e África do Sul. As duas fábricas no Brasil ficam no Rio Grande do Sul: Canoas (tratores) e Santa Rosa (colheitadeiras).
A MMW International possui três plantas localizadas em Santo Amaro (SP), Canoas (RS) e Córdoba, na Argentina. Está estrategicamente instalada no Mercosul, com o objetivo de atender aos clientes da região e trabalhar como base para exportação de produtos para o mundo.
Hoje, atende mais de 30 países na América do Sul, América do Norte, América Central, Europa, Ásia, África e Oceania. Possui uma linha completa de motores da mais avançada tecnologia – de 2,5 a 9,3 litros e de 50 a 375 cavalos de potência – que cumprem as mais rígidas normas de emissões de poluentes.
A empresa conta com duas linhas de motores voltadas para aplicações agrícolas – MS e Serie 229 – e mantém a liderança no segmento de tratores de roda, com 36% de market share registrado no primeiro semestre de 2008.
A Delphi é uma das líderes mundiais em tecnologia de eletrônica móvel, componentes e sistemas de transportes. Na América do Sul, conta com 11 mil funcionários em 12 fábricas: Itabirito (MG), Paraisópolis (MG), Jacutinga (MG), Espírito Santo do Pinhal (SP), Piracicaba (SP), Jambeiro (SP), Jaguariúna (SP), Cotia (SP), São José dos Pinhais (PR), Gravataí (RS), Porto Alegre (RS) e Terra do Fogo (Argentina).
Há ainda dois Centros Tecnológicos – São Caetano do Sul (SP) e Piracicaba (SP) – e cinco Centros de Aplicações – Jaguariúna (SP), Porto Alegre (RS), Jambeiro (SP) e Cotia (SP) e Buenos Aires (Argentina) -, além da matriz administrativa em São Caetano do Sul (SP).

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email