Em Manaus, ônibus turístico retornaram às atividades, mas terão mudanças

Os ônibus de turismo que passeiam por Manaus e são operados pela Empresa Estadual de Turismo do Amazonas (Amazonastur) já voltaram a circular. O serviço estava suspenso e retornou oficialmente no último dia 10 de outubro, totalmente legalizado.

O repasse do veículo de volta para a iniciativa privada foi marcado por um city tour para funcionários da Amazonastur, representantes do trade local (empresários do ramo do turismo), da Secretaria de Estado da Comunicação (Secom), da Companhia de Policiamento Turístico (Politur) da Polícia Militar e turistas convidados. Com partida do Largo de São Sebastião, o roteiro deste domingo incluiu a área portuária do Centro Histórico de Manaus, Arena da Amazônia, Complexo da Ponta Negra e Ponte Rio Negro.

Algumas mudanças já podem ser notadas. Avisos sobre a obrigatoriedade do uso de máscaras estão distribuídos no veículo, a começar da porta. Na entrada, fila deve respeitar o distanciamento social e o uso de álcool em gel para higienizar as mãos também será uma exigência. As poltronas foram identificadas por cores e os convidados podiam se sentar apenas nas azuis. “Tudo para respeitar os protocolos de biossegurança criados pela Amazonastur com base nas orientações das autoridades de saúde”, ressalta a presidente da Empresa Estadual de Turismo do Amazonas, Roselene Medeiros.

A importância da volta do serviço foi ressaltada pelo presidente da Amazonas Cluster de Turismo, Ricardo Pedroso. “Primeiro é um presente pra cidade e para o estado retornar agora, através da iniciativa privada. Isso é importante porque consegue dar uma longevidade, sai das custas do Estado. É importante para dar mais uma opção para o turista. Acho que o trade está contente com essa volta do ônibus e torcendo pra que dê certo”, disse.

Inicialmente, a operação estava marcada para começar ainda no fim de setembro, mas devido à pandemia e em consequência, à necessidade de novas restrições para evitar a contaminação pelo novo coronavírus, a KF Transportes e Turismo Eireli, empresa que agora opera o serviço, optou por iniciar as atividades do city tour no último dia 10 de outubro e, somente, aos sábados, até que os registros diários de novos casos da Covid-19 reduzam, explica o representante da empresa, Wolner César.

“Vamos analisar esses próximos 30 dias acerca da questão da pandemia e a tendência é fazermos quinta, sexta e aos domingos também”, ressalta Wolner. “No início dos passeios, a lotação será de 50% da capacidade máxima do veículo”.

Contrato 

Após três concorrências públicas desertas, ou seja, sem nenhuma empresa interessada na concorrência, a KF Transportes e Turismo Eireli foi contratada por meio de dispensa de licitação, com base no Artigo 29, inciso III, da Lei nº 13.303/2016.

Após a celebração do contrato, a empresa segue agora para realização das rotas turísticas, conforme publicado do Diário Oficial do Estado, em 3 de setembro deste ano. O prazo é de cinco anos, prorrogável por igual período e por uma única vez. Durante esse período, por mês, a empresa pagará parcelas mensais de R$ 2 mil. Além disso, a KF irá repassar para a Amazonastur 10% do faturamento mensal.

O contrato determina que fica a cargo da empresa a realização de serviços de manutenção corretiva, periódica e preventiva dos dois ônibus. Em caso de descumprimento das cláusulas, a KF pode ser multada em até 20% sobre o valor global do contrato.

Para adquirir os pacotes e obter mais informações sobre os roteiros, a empresa disponibiliza os telefone (92) 98807-5519, 99245-9009 ou 92 991278529, o Instagram @kfturismomanaus e o e-mail [email protected] 

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email