16 de abril de 2021

Dafiti recebe R$ 135 mi em 2012

A Dafiti, loja virtual de calçados e roupas, recebeu R$ 135 milhões de investimento de diversas empresas e holdings estrangeiras

A Dafiti, loja virtual de calçados e roupas, recebeu R$ 135 milhões de investimento de diversas empresas e holdings estrangeiras.
A principal delas é a Quadrant Capital Advisors, companhia de investimentos com sede em Nova York, que investiu R$ 66 milhões.
Participam com aportes adicionais o fundo AB Kinnevik, de Estocolmo, Summit Partners, com sede em Boston, e outros investidores por meio de uma holding alemã.
Essa é a quarta rodada de aporte feito à loja virtual. Na terceira, que aconteceu em agosto deste ano, a JP Morgan aportou cerca de R$ 90 milhões.
“Liderada por Brasil e Colômbia, a América Latina é uma das regiões de mais rápido crescimento no mundo. O varejo brasileiro sozinho estima valer US$ 230 bilhões, impulsionado principalmente pela demanda doméstica. Até o final de 2012, o país espera ter 43 milhões de consumidores on-line”, calcula Philipp Povel, sócio-fundador da Dafiti.
Para Alejandro Santo Domingo, diretor da Quadrant Capital Advisors, o aporte se deve ao sucesso alcançado pela Dafiti em menos de dois anos.
“Acreditamos que a empresa está bem posicionada para superar grandes expectativas não só no Brasil, mas em toda a América Latina”, destaca.
No total, a empresa recebeu R$ 375 milhões de investimento privado em apenas 23 meses de operação na América Latina.

J.P. Morgan

Em agosto a loja online da Dafit anunciou que o J.P. Morgan Asset Management (gestor de investimentos) iria investir US$ 45 milhões na empresa com participação nos negócios por meio de uma holding alemã. Não foi informada a fatia.
A Dafit disse à época que “Esse aporte vai nos permitir fortalecer o portfólio, oferecendo mais opções de marcas e produtos a nossos consumidores; ampliar o estoque, possibilitando entregar nossos produtos de forma ainda mais rápida e eficiente; e, finalmente, expandir nossa presença em outros países da América Latina”, segundo Philipp Povel.
O diretor do J.P. Morgan Asset Management, Robert Cousin, que coordenou o acordo de Nova York, contou que a gestora de investimentos “tem acompanhado a movimentação da Dafiti e se impressionou com os resultados da empresa, que se tornou a maior varejista online de moda no Brasil em apenas um ano”.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email