Crédito de carbono representa crescimento para cooperativas

A busca das cooperativas por novas oportunidades de negócio e investimentos em ações que visem ao desenvolvimento sustentável motivou a OCB (Organização das Cooperativas Brasileiras) a promover, entre os dias 26 e 27 de setembro, o “1º Workshop sobre Oportunidades do Mercado de Créditos de Carbono para o sistema cooperativista”, em sua sede, em Brasília (DF).

O objetivo do evento é difundir informações sobre os impactos das mudanças climáticas e as potencialidades do mercado internacional de créditos de carbono para dirigentes e técnicos do Sistema OCB. Além disso, os cooperativistas passarão por um trabalho de capacitação para a prospecção de oportunidades de negócio nesse mercado e o desenvolvimento de projetos de MDL (Mecanismos de Desenvolvimento Limpo). Esse trabalho será ministrado pela Eco Business, empresa especializada em consultoria, capacitação e treinamento na área de MDL.

“Nossa intenção é promover a produção de energia limpa e renovável, garantindo eficácia ambiental e eficiência econômica ao sistema cooperativista. As cooperativas já vêm realizando ações nesse sentido com investimentos em agroenergia, biocombustíveis e captação de dejetos de suínos para o desenvolvimento de biodigestores e geração de energia”, comentou o presidente do Sistema OCB, Márcio Lopes de Freitas.

Durante dois dias, serão debatidos temas como “Mudanças de clima”, “Acordos internacionais e ciclo de projetos”, “Oportunidades de negócio” e “Desenvolvimento de projetos de MDL”. Entre os palestrantes Cláudia do Valle Costa, pesquisadora do Centro Clima/Coppe/UFRJ, Magno Castelo Branco, gerente de projetos da MDL Business Sustainable Development, Oswaldo Stella Martins, colaborador do Instituto Internacional de Ecologia e pesquisador do Centro Nacional de Referência em Biomassa (CENBIO/IEE/USP), Tames Rietdijk, diretor executivo de tecnologia da New Values, e Gustavo Barbosa Mozzer, da Coordenação Geral de Mudanças Globais de Clima do Ministério da Ciência e Tecnologia.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email