CrediHome supera R$1 bilhão

Com recordes de vendas e quedas de juros, o ano de 2020 encerra de forma otimista o cenário do mercado imobiliário nacional, tanto para os compradores, quanto para as imobiliárias e construtoras. No fim de outubro, o número de imóveis financiados bateu recorde, chegando aos R$ 13,9 bilhões, equivalente a um crescimento de 84%, comparado com o mesmo mês do ano anterior, de acordo com o levantamento da ABECIP (Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário.

O aumento pela procura de imóveis impulsionada pela queda de taxa de juros acelerou o setor de construção civil, que conseguiu gerar milhares de funções em um ano de crise e crescente desemprego. Segundo informações do Novo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), foram criados 36 mil novos empregos somente em outubro na área de construção civil.

Em um contexto tão positivo, as startups do setor não só acompanharam o bom, como também contribuíram para esse crescimento. Uma delas, que acumulou diversos recordes no ano, foi a CrediHome – plataforma digital de crédito imobiliário. A fintech acaba de fechar o mês de novembro com sua meta anual batida com o acumulado de 1 bilhão de reais em financiamentos realizados por meio de seu sistema de crédito. Recentemente, a empresa que foi criada em 2018, havia anunciado um crescimento de mais 440%.

Para o CEO da CrediHome, Bruno Gama, o marco já estava esperado para o fim de novembro e a expectativa é que a empresa cresça ainda mais em 2021.

“Esta meta alcançada com o volume de financiamentos já era esperada e a nossa expectativa é crescer até quatro vezes em 2021. Nós temos feito muitos investimentos na área de tecnologia para oferecer cada vez mais a melhor experiência aos nossos clientes, além de trabalharmos parcerias estratégicas com outras empresas e órgãos do setor”, explica Bruno.

Um dos pontos que foram determinantes para o crescimento da startup e a conquista de credibilidade no mercado, foi o aval do Banco Central para operar com ofertas diretas de crédito imobiliário. Em outubro, a empresa recebeu uma licença de atuação como Sociedade de Crédito Direta (SCD). A partir desta decisão do BC, a CrediHome passa a oferecer crédito por meio de fundos próprios, o que amplia ainda mais a oferta de crédito para os compradores.

Outros pontos de destaque foram as parcerias com outras plataformas e empresas do nicho, como no caso da Imovelweb e Beemob. No fim de novembro, a fintech também lançou uma modalidade nova para seus parceiros com uma plataforma personalizada de simulador de crédito. Assim, as imobiliárias e corretores conseguem promover suas vendas e atrair clientes de forma mais prática.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email