Cpi não deve deixar pedra sobre pedra

Não há mais saída. Na semana que entra a Assembleia Legislativa aprova e instala a Comissão Parlamentar de Inquérito destinada a investigar os casos de pedofilia no Estado. Até a tarde da última sexta-feira, apenas três deputados não haviam acenado ainda com a assinatura do pedido de abertura: Belarmino Lins (PMDB) – aliado do prefeito de Coari, Adail Pinheiro (PRP) –, Vera Castelo Branco (PTB) e Francisco Souza (PSC). É possível que apenas o primeiro se mantenha na posição atual, tamanha a pressão da opinião pública sobre os parlamentares. O problema é que as investigações devem se espalhar tanto e o número de denúncias deve ser tão alto que é difícil prever como essa CPI vai terminar. Casos como o do ex-vereador de Parintins, João Bacu; a Operação Estocolmo e os crimes atribuídos a Adail estarão na linha de frente, mas a ânsia dos parlamentares pelos holofotes pode fazer com que tantas outras situações venham à tona, envolvendo políticos, membros do Judiciário, empresários, etc. Não vai ser fácil, em tempos de internet, segurar o ímpeto dos “investigadores”. Ainda mais porque a sociedade quer respostas, de preferência com gente na cadeia.

ASSINARAM

Os deputados Fausto Souza (PSD) e Sidney Leite (PROS), acusados de crimes envolvendo sexo com menores de idade, assinaram o pedido de instalação da CPI, na linha “quem não deve, não teme”. Wilson Lisboa (PC do B) estava em tratamento médico e pediu ao partido que divulgasse nota garantindo a assinatura dele. David Almeida (PSD) volta de viagem no final de semana e também assina.

COMBATE

Do deputado Washington Régis (PMDB), um dos que relutou, mas assinou o pedido de criação da CPI da Pedofilia: “As comissões permanentes devem acompanhar os casos de pedofilia diariamente, porque infelizmente é um crime que não tem época. O combate deve ser uma tarefa contínua aqui dentro”. Disse tudo.

ACIDENTE

O operário português Antônio José Pita Martins se feriu na madrugada de sexta-feira (7), quando foi atingido na cabeça por uma barra do guincho usado na instalação das membranas que compõem a cobertura da Arena da Amazônia, que ele desmontava, e acabou falecendo no hospital João Lúcio, para onde foi levado. Por isso o governador Omar Aziz cancelou a visita técnica que faria à obra, na companhia de deputados estaduais e vereadores de Manaus, convocados por ele na véspera.

FUGA

O deputado federal Francisco Praciano (PT) encontrou a desculpa ideal para não se encontrar com o presidente do partido, Ruy Falcão, que visitou a cidade na sexta-feira (7). Viajou a São Gabriel da Cachoeira, um dos municípios mais distantes da capital, para participar da inauguração da Agência da Previdência Social naquele município, acompanhando o deputado federal Paulo Teixeira (PT/SP), que por coincidência foi seu candidato a presidente nacional da legenda contra Falcão.

JUSTIÇA

Diante de tantas notícias sobre a rejeição de contas e aplicação de multas a gestores do Estado, faz bem noticiar a aprovação de contas. Na semana que passou os gestores Alfredo Paes dos Santos (ex-secretário de Finanças de Manaus), João Doza Neto (ex-presidente da Câmara Municipal do Careiro), Williams Santos Damasceno (atual diretor do Hospital de Custódia e Tratamento Psiquiátrico), Estevão Vicente Cavalcanti Monteiro de Pula (diretor do Instituto de Proteção Ambiental do Estado do Amazonas) e Gustavo da Conceição dos Santos (servidor do Instituto de Proteção Ambiental do Estado do Amazonas) tiveram suas contas aprovadas.

BOM EXEMPLO

Um bom exemplo do estímulo profissional aos adolescentes: O programa Jovem Aprendiz do Tribunal de Contas, pelo qual já passaram mais de 500 estudantes, ajudou a aprovar dez alunos no último processo seletivo das Universidades Federal do Amazonas e faculdades particulares. Melhor que isso: pelo menos 40 deles voltaram como estagiários depois de ingressar em cursos superiores.

NOVA VARA

O presidente do Tribunal de Justiça do Estado, desembargador Ari Moutinho, disse a entidades de defesa do consumidor, que ele recebeu durante a semana, que o Amazonas deverá ganhar uma Vara de Ações Coletivas e Criminais nas Relações de Consumo até março deste ano. Vitória do consumidor.

MARCAS

A Fifa está convidando veículos de comunicação, agências de publicidade e demais interessados do Estado para um painel sobre o Programa de Proteção à Marcas da FIFA. Na prática, vai dizer que tipo de punição pode sofrer quem usar slogans, logotipos e logomarcas ligados à Copa do Mundo sem autorização.

GUERRA

O final de semana registra uma guerra judicial entre o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas e o Sindicato dos Rodoviários, em torno da greve prevista para a segunda-feira. O documento apresentado pelos rodoviários como pauta de greve é a compensação de horas aos trabalhadores, a atualização do banco de horas e a retirada de uma empresa de serviços financeiros, que presta serviço à Líder Transportes.

APOSTA

O setor primário está otimista com o anúncio, feito pelo governo, de que vai desonerar o Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços sobre a ração utilizada na piscicultura e o calcário utilizado como fertilizante. A isso se somam oito mil títulos de terras que o Estado deve conceder no interior. Como se sabe, este documento facilita as transações bancárias, que os produtores tanto precisam.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email