Cliente pode comparar tarifas

Numa reação às crescentes reclamações dos clientes bancários aos órgãos de defesa do consumidor, a Febraban (Federação Brasileira de Bancos) resolveu reagir e vai lançar, nos próximos dias, na sua página da internet um sistema de acompanhamento das tarifas bancárias cobradas pelos dez maiores bancos do país. Com o sistema, os clientes terão mais facilidade para comparar as tarifas cobradas por 46 tipos diferentes de serviços prestados às pessoas físicas.
A entidade também está elaborando um código de auto-regulação da atividade das instituições financeiras que terá como primeiro capítulo o tema das tarifas. Segundo o diretor de Relações Institucionais da Febraban, Mario Sérgio Vasconcelos, o sistema vai padronizar os nomes das 46 tarifas e divulgar, ao lado, a forma como cada banco os denomina no extrato da conta bancária. Hoje, uma das maiores dificuldades dos clientes é comparar os preços das tarifas cobradas por cada banco porque um mesmo serviço pode ter diferentes nomes em cada instituição. “O sistema vai contribuir para uma maior concorrência”, disse Vasconcelos.
Ele admitiu que aumentou a preocupação dos bancos com o crescimento das reclamações nos Procons. Hoje, o setor ocupa o segundo lugar na lista das principais queixas. Mas o diretor da Febraban ponderou que o porcentual de reclamações é pequeno em comparação ao tamanho do setor, que tem “mais de cem milhões contas, 80 milhões de caderneta de poupança, 400 milhões de cartões de crédito e movimentação de conta e faz 37 bilhões de transações por ano”. “É difícil não ter reclamação num universo tão grande”, disse o diretor da Febraban.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email