China registra leve aumento de vendas de automóveis em junho

As vendas de automóveis na China continuaram a crescer em junho, embora em um ritmo mais lento que o registrado nos meses anteriores, levando alguns analistas a afirmarem que as vendas de veículos na China devem desacelerar mais para frente neste ano.
As vendas da montadora japonesa Toyota Motor Corp., que foi afetada por inúmeros problemas de qualidade neste ano, cresceram 7,7% em junho, em comparação com o mesmo mês do ano passado, para 60.900 veículos, afirmou um porta-voz da companhia nesta segunda-feira em Pequim. A taxa de crescimento para o mês foi muito menor do que a registrada no início do ano, com as vendas da montadora totalizando 362.300 unidades no primeiro semestre, alta de 27,4% em comparação com igual período de 2009. As vendas da Nissan Motor aumentaram 29,9% no mês passado, em comparação com junho de 2009, para 58.151 veículos, de acordo com um porta-voz da montadora em Pequim. As vendas da companhia no primeiro semestre totalizaram 330.573, crescimento de 46,9% em bases anuais.
Na sexta-feira, a General Motors disse que as vendas de sua joint venture na China subiram 23,2% em junho, em bases anuais, para 176.486. No primeiro semestre do ano, as vendas aumentaram 48,5%, em comparação com igual período do ano passado, para 1 209.138 unidades. A Ford Motor afirmou que vendeu um recorde de 301.524 carros na China nos primeiros seis meses deste ano, alta de 53% em bases anuais, em razão da demanda robusta por carros com combustíveis eficientes e do rápido crescimento de seu negócio de veículos comerciais.
A Changan Ford Mazda Automobile, uma joint venture formada pela Ford, a Changan Automobile Co. e a Mazda Motor Corp., registrou vendas de 205.563 veículos no primeiro semestre de 2010, um crescimento de 46% em bases anuais, afirmou a Ford em comunicado.
A Ford disse que comercializou 38.669 unidades do modelo Ford Fiesta – um carro compacto introduzido na China no ano passado -, no primeiro semestre, marcando uma alta de 113% em bases anuais. Apesar do crescimento das vendas de automóveis em junho, os analistas afirmaram que varejistas de automóveis em mercados importantes, como Pequim, Xangai e Chengdu estão tendo dificuldades crescentes para vender carros.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email