Brasil vai sediar Copa de 2014, confirma Fifa

Ontem, a candidatura brasileira fez sua última apresentação, em Zurique, na Suíça, e foi elogiada pelo presidente da Fifa, Joseph Blatter.

O Brasil mandou uma dele-gação de peso para apoiar a candidatura, incluindo o presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva, o presidente da CBF, Ricardo Teixeira, 12 governadores estaduais, o mi-nistro dos Esportes, Orlando Silva, o senador Marconi Perillo, representando o Congresso Nacional, o escritor Paulo Coelho, o atacante Romário e o técnico da seleção brasileira, Dunga.

A apresentação da candidatura brasileira aconteceu por volta das 9h45 e durou aproximadamente 40 minutos. Fo-ram mostrados vídeos com imagens de jogos da seleção brasileira, cidades selecionadas para organizar o evento, pontos turísticos e explicação sobre os projetos das constru-ções dos novos estádios.

A preocupação ecológica foi um dos principais enfoques. Também foram mostrados depoimentos de brasileiros ressaltando a ansiedade pela realização do Mundial e comentando os possíveis benefícios que terão futuramente.
Durante a apresentação, além do presidente da CBF, Ricardo Teixeira, também falaram sobre a candidatu-ra brasileira o ministro de Esportes, Orlando Silva, o governador do Amazonas, Edu-ardo Braga, e o escritor Paulo Coelho. “Fiquei impressionado. Não deveria, mas vou dizer. Estou impressionado com toda a preocupação ecológica e com o fato de terem trazido para cá Paulo Coelho. Ele tem um senso de humor específico. Isso é o futebol”, afirmou Blatter.

O Brasil será sede de uma Copa do Mundo pela segunda vez na história. A outra oportunidade aconteceu em 1950, quando a seleção nacional desperdiçou a chance de ganhar o título pela primeira vez ao perder para o Uruguai por 2 a 1, no Maracanã.

Depois disso, a América do Sul ainda receberia um Mundial em 1978, na Argen-tina, com a seleção anfitriã sendo campeã após bater na final a Holanda. Além de Brasil e Argentina, os países sul-americanos foram sede da Copa em 1930, no Uruguai, e 1962, no Chile.

Previsão de gastos

Para a construção e reformas de estádios já existentes no Brasil para a realização da Copa do Mundo de 2014,os gastos devem chegar a cerca de 1,1 bilhão de euros (R$ 2,8 bilhões), segundo relatório da Fifa com informações passadas pela CBF. Pelo projeto brasileiro, quatro novas arenas seriam construídas, e 14 poderiam ser reformadas para a competição.

Segundo os inspetores, os projetos de estádios atendem às exigências da Fifa. Mas nenhum deles teria condições de receber a Copa com a atual estrutura disponível.
Pelo relatório, os novos estádios e as reformas seriam bancados por meio de parcerias público-privadas (PPPs) ou por concessões a terceiros.

Assim, “os fundos públicos seriam alocados para a estrutura básica, particularmente, aeroportos, estradas e hospitais”. Só que o levantamento da Folha mostrou que pelo menos 11 dos projetos de estádios tinham previsão de utilização de dinheiro público.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email