Bovespa se recupera e fecha em alta de 1,53%

O cenário externo animou os negócios na Bolsa brasileira, que reverteu as perdas da jornada anterior. Os investidores operaram à espera da decisão do Copom (Comitê de Política Monetária), que anunciaou a nova taxa básica de juros do país. Consenso do mercado financeiro apontava para a manutenção da taxa Selic em 11,25% ao ano.
O Ibovespa, principal índice de ações, valorizou 1,53% no fechamento e atingiu 64.629 pontos. O volume financeiro foi de R$ 6,28 bilhões.
“As ações da Petrobras ajudaram bastante o mercado a se manter em alta. Os papéis subiram bem, com giro de quase R$ 1 bilhão, por dois motivos principais: a cotação do barril de petróleo chegou a US$ 104, um recorde absoluto e pela decisão da Opep (cartel de petróleo) de não aumentar a produção”, comentou Marcelo Vieira, da corretora Elite.
A ação preferencial da petrolífera teve ganho de 2,47%, para R$ 80,60, sendo responsável por mais de 15% do giro total da Bolsa na quarta-feira.
Na Europa, as principais Bolsas de Valores encerraram em terreno positivo, a exemplo de Londres (avanço de 1,48%) e Frankfurt (alta de 2,11%).

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email