Bolsas caem com dados sobre Alemanha e EUA

As bolsas européias fecharam em baixa ontem. Os indicadores divulgados nos EUA e na Alemanha afetaram a confiança dos investidores e reduziram os negócios. A Bolsa de Londres caiu 1,07%, fechando com 6.396,90 pontos; a Bolsa de Paris teve baixa de 0,89%, ficando com 5.641,59 pontos; a Bolsa de Frankfurt perdeu 0,24% e ficou com 7.769,44 pontos; a Bolsa de Milão caiu 0,80%, para 30.814 pontos; a Bolsa de Amsterdã teve queda de 1,23% fechando com 534,99 pontos; e a Bolsa de Madri teve baixa de 1,20%, indo para 1.573,13 pontos. Entre as maiores quedas do dia estiveram as ações do setor bancário, ainda devido aos temores quanto aos desenvolvimentos da crise no mercado hipotecário dos EUA. Os destaques foram os papéis do Société Générale e do BBVA, com quedas acima de 1,5%. A queda nos preços dos imóveis nos EUA acelerou seu ritmo de queda no mês e julho, segundo o índice S&P/Case-Shiller, elaborado pela agência de classificação de risco Standard & Poors e pela MacroMarkets. O índice de preços nas 10 principais cidades do país caiu 4,5% na comparação anual -maior queda desde julho de 1991. O indicador mais amplo, que engloba 20 grandes cidades do país, teve queda de 3,9% em julho na comparação com o mesmo mês de 2006. O mercado de trabalho mostrou um cenário negativo em agosto -o primeiro desde 2003-, com a eliminação de 4.000 postos de trabalho. Para setembro, a expectativa dos economistas é de que o indicador de empregos volte ao território positivo, com a criação de 100 mil empregos. A confiança dos empresários alemães na economia alemã teve queda neste mês, indo para o menor ponto em mais de um ano e meio, segundo o instituto alemão de pesquisa IFO. A Bolsa de Hong Kong fechou em baixa, após quatro recordes consecutivos, com a queda registrada nas ações do setor de companhias aéreas. O índice Hang Seng caiu 0,46%, para 26.430,29 pontos. Apesar da queda, no entanto, a expectativa para o futuro próximo continua positiva, e as previsões são de que o índice atinja 28 mil pontos antes do fim do ano. As ações das empresas aéreas tiveram queda. As expectativas de uma reestruturação acentuada no setor diminuíram após o fim dos planos da Cathay Pacific Airways e da Air China de adquirir ações da China Eastern Airlines. O mercado financeiro em Hong kong estará fechado amanhã devido a um feriado.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email