BNDES promove rodada de negócios

Os agricultores Rosângela Gióia Alfaia e Raimundo Gomes Filho estão entre os 145 micro, pequenos e médios empresários que se inscreveram para participar do evento “O BNDES mais perto de você”, realizado na sexta-feira, no auditório Gilberto Mendes de Azevedo, na sede da Fieam (Fe­deração das Indústrias do Estado do Amazonas). Técnicos do banco ofereceram palestras, debates, uma rodada de negócios por meio da qual os empreendedores amazonenses tiveram acesso a atendimento individualizado.
Rosângela está interessada nu­ma linha de crédito para desenvolver um viveiro de plantas medicinais, enquanto Raimundo quer retomar e ampliar sua antiga criação de frango. Eles são sócios num sítio de 15 hectares no quilômetro 35 da estrada AM-010 (Manaus-Itacoatiara). Por causa de dificuldades para honrar empréstimos anteriores, o casal acabou perdendo para agentes financeiros 32 hectares do sítio onde hoje criam patos e plantam cheiro-verde.

Linhas de financiamento

Durante o evento, os empresários receberam esclarecimentos sobre as linhas de financiamento oferecidas pelo banco, prazos para pagamento dos empréstimos e garantias exigidas. O setor agropecuário, por exemplo, é um dos que têm o prazo mais dilatado para pagamento, podendo a chegar a 12 anos, o mesmo oferecido às cooperativas, tanto para aquisição de equipamentos agrícolas, quanto para reforma de pastos ou construção de galpões, conforme explicou a administradora do BNDES, Valéria Martins.
“O BNDES não está aqui para oferecer dinheiro e sim, crédito, que é o fim do processo. Mas, para ter acesso a financiamento, as empresas têm que estar legalmente constituídas”, avisou Valéria. Segundo ela, o encontro com os empresários é uma das formas do banco romper a barreira de acesso ao crédito. “A principal barreira ao acesso é o desconhecimento”, disse.
O administrador César Cabral, foi ao evento para ver se a micro empresa do irmão, a Sohervas da Amazônia, se encaixa em alguma modalidade de linha de crédito oferecida pelo banco. A empresa, que está há dois anos incubada no Cide (Centro de Incubação e Desenvolvimento Empresarial), quer receber financiamento para atuar com descoloração do óleo de dendê para atender às exigências do mercado de óleos essenciais.
Além de Valéria Martins, as palestras foram apresentadas pelo gerente do Departamento de Relações do Governo em Brasília, Valdi Fernandes Leite, e pelo gerente de Fomento do Cartão BNDES, Maurício Vidal. Também participaram representantes dos agentes financeiros Redecard e Visanet.
A partir do encontro desta sexta-feira, os micro, pequenos e médios empresários amazonenses vão poder tirar suas dúvidas sobre as linhas de financiamento ofe­recidas pelo BNDES, no posto do banco que funciona no CIN (Centro Internacional de Negócios), na sede da Fieam, na avenida Joaquim Nabuco, 1.919, Centro.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email