BNDES favorece Fiat com R$ 600,5 milhões

A diretoria do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) aprovou financiamento de R$ 600,5 milhões para a Fiat Automóveis. Os recursos são destinados a investimentos no desenvolvimento de novos produtos, entre modelos e versões, como o novo Fiat Palio e o Fiat Punto, lançados neste ano, e ao aprimoramento de processos industriais e tecnológicos.
Os recursos do BNDES representam 50% do investimento total do projeto, de R$ 1,2 bilhão, e contribuirá para a geração de empregos e fortalecimento do parque de fornecedores em Minas Gerais.
O apoio do banco também prevê financiamento de R$ 800 mil ao projeto social Árvore da Vida, que objetiva promover a inclusão social de jovens vivendo em situação de risco na comunidade Jardim Terezópolis, em Betim (MG). Seu foco é a educação voltada para a formação humana e a geração de trabalho e renda.

Produção brasileira

O Brasil é o segundo maior mercado para o Grupo Fiat, superado apenas pela Itália e respondendo por 15% do faturamento mundial da companhia. A unidade industrial de Betim possui o único centro de desenvolvimento de veículos do grupo fora da Itália. Em razão dos investimentos realizados no centro de pesquisa, a Fiat já se considera capaz de produzir um automóvel totalmente concebido no Brasil.
Os investimentos para o desenvolvimento de novos produtos estão divididos entre estudos, projetos, obras civis, adaptações nas linhas de montagem e o desenvolvimento do parque de fornecedores dos ferramentais e moldes para os novos veículos.
Os projetos têm como objetivo consolidar a Fiat em segmentos de grande crescimento de mercado e sua liderança nas vendas internas, além da utilização da capacidade ociosa.

São 31,3 mil empregos diretos no país

O Grupo Fiat emprega, de forma direta, cerca de 31,3 mil pessoas no Brasil, nas 15 unidades industriais divididas por Minas Gerais, São Paulo e Paraná. Além do setor automotivo, o grupo está presente na produção de máquinas para a construção civil e agricultura, componentes eletrônicos e peças fundidas. Projeta e constrói sistemas automatizados de produção e atua nos setores de consultoria, gestão financeira, fornecimento de crédito e corretagem de seguros. Mantém, ainda, oito centros de pesquisa e desenvolvimento de produtos e processos produtivos no Brasil. Os gastos com ações sociais, em especial com o projeto Árvore da Vida, financiado pelo BNDES desde 2005, foram orçados em R$ 800 mil para 2007.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email