BNDES aprova R$ 205 mi para agroindústria em SP

O BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) anunciou na última quinta-feira, 16, a aprovação de financiamento no valor de R$ 205 milhões para a Usina Rio Pardo e a Agrícola Tatez, localizadas em São Paulo.
Com os recursos, a empresa pretende implementar uma lavoura de cana e uma unidade de processamento para a produção de açúcar e álcool, com co-geração de energia elétrica.
Segundo informações do BNDES, o empreendimento está localizado no município de Cerqueira César, região oeste do Estado de São Paulo, a cerca de 250 quilômetros da capital.
Os recursos do BNDES representam 66% total do investimento e serão repassados por um pool de agentes financeiros liderados pelo Unibanco. Os outros 34% necessários à viabilidade do empreendimento virão dos grupos Tavares de Almeida, Tejofran e Zogbi, controladores do projeto.
Ele prevê a criação de 1.500 empregos diretos (sendo mais de 80% na área agrícola) e utilizará 100% de cana própria, no regime de parceria com produtores da região.
Segundo ainda o BNDES, na primeira safra (2009/2010), será produzido somente etanol, mas a partir da safra seguinte, terá início a produção de açúcar e energia para comercialização.
Na avaliação do banco de fomento brasileiro, entre os méritos do projeto, destaca-se o foco em etanol e co-geração de energia, “em um momento em que a busca por fontes renováveis de energia e o aumento da demanda por etanol possuem perspectivas positivas nos mercados doméstico e internacional”.

Aumento de importações

As importações do agronegócio paulista cresceram 44,9% e atingiram US$ 5.71 bilhões nos nove primeiros meses do ano em relação a igual período do ano passado. Os dados são do Instituto de Economia Agrícola, ligado à Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo. As exportações aumentaram 9,7% e chegaram a US$ 12.79 bilhões de janeiro a setembro. Com o resultado, o saldo comercial do setor ficou em US$ 7.08 bilhões.
As importações paulistas nos demais setores – exclusive os agronegócios – somaram US$ 44.25 bilhões, para exportações de US$ 31.03 bilhões, gerando déficit externo desse agregado de US$ 13.22 bilhões de janeiro a setembro de 2008.
No âmbito nacional, as exportações do agronegócio cresceram 29,6%, para US$ 58.66 bilhões. Já as importações evoluíram 66,3%, para US$ 20.09 bilhões, o que resultou no saldo comercial positivo de US$ 38.57 bilhões (aumento de 16,2%).

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email