Beneficiamento de borracha no Amazonas é debatido em Manicoré

O deputado Adjuto Afonso (PP) em pronunciamento no plenário Rui Araújo da ALE (Assembléia Legislativa do Estado), disse que a borracha produzida no Amazonas será beneficiada no próprio Estado, gerando emprego e renda. O parlamentar da calha do Purus, aproveitou a realização de recente sessão itinerante da Assembléia Legislativa na cidade de Manicoré, região do vale do rio Madeira, para visitar as instalações de uma fábrica beneficiadora de borracha denominada “Borracha da Amazônia” inaugurada no dia 22 de agosto pelo governador Eduardo Braga.
Na ocasião, o deputado debateu a questão da borracha no Madeira com o diretor-presidente da empresa, Alarico Justino Cidade Neto.
“Estou satisfeito porque a borracha não vai ser beneficiada fora do nosso Estado, mas vai, na verdade, produzir emprego e bons salários para os nossos seringueiros”, expressou Adjuto, autor de um projeto de lei apresentado em seu primeiro mandato, no período de 1999 a 2002, durante a 14ª legislatura, dispondo sobre a concessão de subvenção à comercialização de borracha, objetivando incentivar a atividade dos seringueiros.
“Atualmente em Manicoré, o governo paga um subsídio de R$ 0,70 (por quilo), o município contribui com R$ 0,50 e a indústria paga R$ 1,80, somando R$ 3, que vai para o bolso do seringueiro”, explica Adjuto. A empresa de beneficiamento, de acordo com o empresário Alarico, tem capacidade para beneficiar 240 toneladas de borracha por mês e conta com 40 funcionários. Os principais consumidores de borracha hoje, conforme ele, são os Estados de São Paulo, Minas Gerais e Rio Grande do Sul.
Conforme Adjuto Afonso, a empresa está anunciando uma fábrica de pneus para bicicletas e motocicletas que deverá se instalar em Manaus, e também uma fábrica de camisinha, que deverá funcionar em Iranduba. “Isso significa que a maior parte da produção de borracha deverá ficar aqui mesmo no mercado amazonense”, salienta o deputado.
“Temos que avançar ainda mais nas conquistas por melhores condições, a instalação dessa fábrica já está trazendo resultados positivos com a criação de empregos diretos e indiretos, além de incrementar o desenvolvimento econômico do nosso Estado, pois os seringais voltarão a produzir com mais força em todo nosso interior, proporcionando a criação de mais oportunidades de trabalho em outros segmentos da economia do Amazonas”, finalizou Adjuto.

Subvenção de R$ 0,70

Após ver emplacar seu projeto pelo governo do Estado que concedeu subvenção de R$ 0,70 por quilo da borracha aos seringueiros em sua comercialização, apresentado no seu primeiro mandato, o deputado Adjuto Afonso (PP) comemora a concretização de mais uma proposta indicada ao Executivo. Durante o programa “Fala Governador” foi anunciada a criação do Fundo de Aval para pequenos produtores, com o objetivo de avalizar as ações de crédito desses trabalhadores.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email