11 de abril de 2021

BB oferece crédito para empresas pagarem 13º

O Banco do Brasil reabriu ontem, o BB Giro Décimo Terceiro Salário, linha de crédito que oferece capital de giro às empresas para o pagamento do 13º salário dos seus empregados e dos encargos sociais incidentes

O Banco do Brasil reabriu ontem, o BB Giro Décimo Terceiro Salário, linha de crédito que oferece capital de giro às empresas para o pagamento do 13º salário dos seus empregados e dos encargos sociais incidentes. O empréstimo, que pode ser contratado até 4 de março de 2011, é destinado às pessoas jurídicas dos ramos industrial, comercial e de prestação de serviços, de portes diversos, e possibilita o financiamento de até 100% do valor da folha de pagamento, mais encargos sociais.
Para este ano, o BB manteve as condições negociais oferecidas na temporada passada, inclusive o prazo de até 13 meses para pagamento. Além disso, quanto maior o relacionamento da empresa com o Banco, menores os encargos financeiros, como no exemplo da taxa diferenciada de TR (taxa referencial) acrescida de 1,89% ao mês para empresas que realizam sua folha de pagamento com o BB e que tenham consumido a linha de crédito no período 2009/2010. A estratégia é valorizar os clientes que são, historicamente, fiéis à linha.

Taxas de Juros

As taxas de juros podem ser ainda menores, caso a empresa opte pela vinculação ao contrato do Fundo de Garantia de Operações (FGO), mecanismo que complementa as garantias em até 80% do valor do empréstimo.
Nesse caso, a taxa pode ser de até TR + 1,39% ao mês para os clientes que realizam sua folha de pagamento com o BB e que tenham consumido a linha de crédito no período 2009/2010.
Para os clientes que não vinculem a garantia do FGO, mas que processam sua folha de pagamento no Banco, a taxa é de TR (taxa referencial) mais 2,05% ao mês. Para os demais casos, a taxa máxima é de TR mais 2,32% ao mês.
“O BB Giro Décimo Terceiro Salário é um instrumento de apoio ao planejamento e sustentação dos empreendimentos durante uma época em que os empresários mais precisam de fôlego financeiro.
Esperamos que o volume de negócios supere em 15% os R$ 695 milhões atingidos na temporada 2009-2010, que atendeu cerca de 22 mil empreendimentos”, afirma o diretor de Micro e Pequenas Empresas do Banco do Brasil, Clenio Severio Teribele.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email