27 de junho de 2022

Barril é vendido abaixo de US$ 125 no pregão de ontem

O petróleo manteve ontem a tendência de baixa vista os últimos dias e chegou ao fim do pregão abaixo dos US$ 125, o que não ocorria desde o início de junho.

O petróleo manteve ontem a tendência de baixa vista os últimos dias e chegou ao fim do pregão abaixo dos US$ 125, o que não ocorria desde o início de junho. A queda menor que o esperado nos estoques americanos ajudou a aliviar as preocupações sobre fornecimento. A preocupação menor com os efeitos do furacão Dolly sobre as instalações de produção no golfo do México contribuiu para manter o preço em queda.
O barril do petróleo cru para entrega em setembro (nova referência), negociado na Nymex (Bolsa Mercantil de Nova York, na sigla em inglês), fechou o dia cotado a US$ 124.44, em queda de 3,1%. As empresas petrolíferas que atuam na região do golfo do México chegaram a interromper 5% de sua produção ontem, devido à transformação da tempestade tropical Dolly em um furacão, mas o fechamento deve durar pouco tempo. “A passagem do Dolly é um contratempo de curta duração”, disse o analista do setor de energia Tim Evans, da Citi Futures Perspective. “Estamos falando de uma parcela de produção bastante modesta”. O furacão Dolly ganhou força e atingiu a categoria dois, com ventos de até 160 km/h, antes de atingir terra na fronteira entre o Texas e o México, informou o Centro Nacional de Furacões.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email