Bancos estão preparados para enfrentar crise

Os bancos e o sistema financeiro brasileiro estão muito mais preparados para enfrentar eventuais perdas provocadas pela volatilidade nos mercados financeiros, avaliou na sexta-feira, o economista-chefe da Febraban (Federação Brasileira de Bancos), Nicola Tingas. “A qualidade da gestão de risco das instituições evoluiu muito nos últimos anos”, afirmou.
Segundo o economista, as condições da economia do país mudaram muito desde as últimas crises vividas pelo mercado. “A capacidade de suportar perdas é muito maior”, considerou. Tingas destacou que as operações de Tesouraria dos bancos são protegidas e hoje têm um alcance mais limitado. “No passado, elas tinham uma participação muito maior nos resultados do que hoje”, explicou.

De acordo com o economista da Febraban, com o processo de redução dos juros, a fonte de receitas da maior parte das instituições voltou-se para as operações de crédito. “Apenas um problema mais grave na economia nacional afetaria os bancos”. Deste modo, ele avaliou como pequena a chance de problemas mais graves em alguma instituição. Os principais bancos de varejo brasileiros já comunicaram que não possuem exposição ao segmento de crédito imobiliário subprime, o estopim da atual crise financeira. Tingas avaliou que a injeção de liquidez promovida pelo Fed deverá reduzir a necessidade de redução das posições de investidores estrangeiros no país.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email