Aposentadoria pode ter tempo de contribuição maior

O ministro Luiz Marinho (Previdência) disse na teraça-feira, em São Paulo, que o aumento no tempo de contribuição para a aposentadoria será incluído no projeto de reforma previdenciária que o governo está preparando.

A mudança entrará no projeto mesmo se não for consenso entre os participantes do Fórum Nacional da Previdência Social, que desde fevereiro discute os temas da reforma.
Hoje, para se aposentar por tempo de contribuição, é preciso pagar o INSS por 35 anos (homens) ou 30 anos (mulheres). O ministro não quis dizer para quanto subirá o tempo de contribuição e afirmou que o projeto será apresentado ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva no próximo mês, antes de seguir para o Congresso.

O presidente da CUT (Cen-tral Única dos Trabalhadores), Artur Henrique, que participa do fórum, é contra o aumento no tempo de contribuição ao Instituto Nacional de Seguridade Social. “Se o governo incluir essa alteração, vamos até o Congresso Nacional para derrubá-la por acharmos a mudança prejudicial ao trabalhador”, disse.
O governo também defende a substituição do fator previdenciário, índice redutor dos benefícios, pela criação de uma idade mínima.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email