16 de abril de 2021

Anvisa determina que as novas embalagens devem trazer dados em braile

O Inbravisa (Instituto Brasileiro de Auditoria em Vigilância Sanitária) informou que a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) publicou na última quarta-feira, uma nova norma que irá mudar as embalagens de medicamentos no Brasil

O Inbravisa (Instituto Brasileiro de Auditoria em Vigilância Sanitária) informou que a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) publicou na última quarta-feira, uma nova norma que irá mudar as embalagens de medicamentos no Brasil.
A partir da publicação da norma, os fabricantes serão obrigados a seguirem novas regras, como a obrigatoriedade de trazer o nome do remédio em braile nas caixas, além da inclusão de informações sobre conservação e prazo de validade do produto após a abertura.
O objetivo da medida é tornar os rótulos de medicamentos mais claros e úteis para a sociedade e os fabricantes terão um total de 18 meses para se adaptar às mudanças.
Todos os medicamentos terão que conter a bula obrigatoriamente. Antes, os remédios isentos de prescrição e que incluíssem as informações exigidas na própria embalagem eram dispensados de apresentar a bula.
“Acreditamos que estas mudanças vão auxiliar no melhor uso de medicamentos pelas pessoas”, explicou o diretor presidente do Inbravisa e também especialista em vigilância sanitária, Rui Dammenhain.
A partir da resolução, informações impressas nas caixas, como o número de lote, data de validade e de fabricação terão que aparecer em tintas coloridas.
As novas normas proíbem a impressão apenas em alto ou baixo relevo, como é feito atualmente. E os laboratórios só poderão utilizar figuras nas embalagens se a função for de auxiliar o uso do remédio.
Para evitar confusão com a gradação das tarjas, o uso das cores vermelha, preta e amarela nos rótulos ficam restritas. Mais informações podem ser obtidas no site www.inbravisa.com.br.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email