Alto Solimões ganha apoio na infra-estrutura

A região do Alto Solimões vai ganhar um reforço na área da piscicultura até o fim do mês de setembro. Serão inaugurados 12 flutuantes de recepção de pescado, dois barcos de transporte, dois frigoríficos, uma estação de alevinagem, uma fábrica de ração e casas de farinha. A informação é do titular da Sepror (Secretaria de Estado de Produção Rural), deputado Eron Bezerra.
O secretário esteve nos municípios de Tabatinga e Benjamin Constant no último fim de semana para tratar dos detalhes finais dos projetos para a região. Segundo Eron, o Estado investiu mais de R$ 5 milhões nas obras que devem beneficiar 9.000 produtores das nove cidades que compõem o Alto Solimões.
Os frigoríficos estão fixados em Tabatinga e em Santo Antônio do Içá. Cada um terá capacidade para abrigar cem toneladas de pescado. Depois da inauguração, a próxima etapa, de acordo com o secretário, é montar um projeto para a construção de uma fábrica de farinha de peixe e uma unidade para o beneficiamento do pescado em Tabatinga. “O peixe já sairá filetado e tratado, pronto para comercializar. É uma forma de beneficiar o pescador, agregar valor ao produto e dar suporte à exportação”, explicou Eron.
Ainda em Tabatinga, os piscicultores vão ganhar uma estação de alevinagem com capacidade para 300 mil pós-larvas que serão transformadas em até 180 mil alevinos. Serão dois tanques de mil metros quadrados e um de 600 metros quadrados.
A estação vai atender, principalmente, a piscicultura comercial e de subsistência com ênfase nas áreas indígenas. Segundo o secretário-executivo de Pesca e Aquicultura da Sepror, Geraldo Bernardino, a região é prioridade do governo do Estado.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email