Alimentos regionais vão compor merenda de alunos do município

Alunos de 200 unidades da rede pública municipal acabam de ganhar um forte aliado no aprendizado escolar: o Preme (Programa de Regionalização da Merenda Escolar) que vai compor o cardápio das escolas municipais com cerca de 20 gêneros alimentícios entre polpas, frutas, queijos e hortigranjeiros 100% da produção regional. O convênio –no valor de R$ 5,3 milhões–, foi assinado entre a ADS (Agência de Desenvolvimento Sustentável) e a Semed (Secretaria Municipal de Educação).
“Os itens que integram o programa são excelentes fontes de enriquecimento nutricional além de resgatar o hábito alimentar com produtos 100% regionais”, garantiu o presidente da ADS, Valdelino Cavalcante.
Desde 2004 quando foi criado, o Preme faz parte do cardápio alimentar dos alunos da rede estadual de ensino, fornecendo 37 itens para uma comunidade estudantil de 3.673 pessoas.
O cardápio diário é acompanhado regularmente pela nutricionista Rose Maire Valente de Oliveira, do setor de Gerência da Merenda Escolar da Seduc. Ela explicou que os sabores 100% regionais possuem alto apelo gastronômico, além de influenciarem na qualidade do aprendizado do aluno.
“Os itens são fundamentais para suprir as necessidades de nutrientes e minerais obtidos das verduras, legumes, carnes e sucos, e uma alimentação regular, rica e saudável reflete positivamente no resultado do aprendizado”, assegurou.
A composição dos alimentos fornecidos pelo Preme é de alto valor nutricional. Entre os itens consumidos, Rose destacou a abóbora (jerimum) como excelente fonte de vitamina A.
O consumo dessa hortaliça previne deficiências hipovitaminose A que, segundo a nutricionista, é um dos graves problemas que afetam a comunidade escolar. A couve, que também faz parte do cardápio alimentar dos alunos da Seduc, é rica em ferro. Pode ser usada na prevenção e correção da anemia, considerada outro grave problema no meio estudantil.

Cardápio

Sabores 100% amazônicos

Acompanhamento

Qualidade do aprendizado

Sucos estão entre os mais apreciados

A polpa de frutas regionais é um dos mais apreciados itens do Preme pelo sabor dos sucos. O de caju, rico em vitamina C , fortalece o sistema imunológico, prevenindo assim, possíveis viroses ou o escorbuto, sangramento pela gengiva por carência dessa vitamina, explicou Rose.
Na lista dos produtos disponibilizados, o açaí se destaca como fonte de fibra, oleaginoso, que garante o valor calórico adequado para suprir as necessidades dos alunos da rede estadual de ensino e que será estendido também para a rede municipal do município de Manaus.
O Preme foi criado em 2004 com o objetivo de abastecer a rede estadual de ensino com gêneros alimentícios produzidos pelos agricultores do Estado.
O programa deu certo e hoje conta com 25 municípios fornecedores. Essa produtividade, que alcançou em 2005 R$ 2,5 milhões chega a 2007, com uma geração de renda de R$ 11,2 milhões, beneficiando 260 escolas da rede estadual de ensino, o correspondente a 3.673 alunos, 35 entre cooperativas e associações, 35 agroindústrias e 3.400 produtores rurais dos municípios de Manaus, Iranduba, Manacapuru, Careiro da Várzea, Careiro Castanho, Autazes, Manaquiri, Itapiranga, Rio Preto da Eva, Caapiranga, Codajás, Presidente Figueiredo, Silves, Itacoatiara, Maués, Apuí, Manicoré, Humaitá, Tapauá, Lábrea, Boca do Acre, Tefé, Alvarães, Maraã.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email