ALE concede título de Cidadão do Amazonas a Alfredo Nascimento

O ministro dos Transportes, Alfredo Pereira do Nascimento (PR) recebeu, o título de Cidadão do Amazonas, concedido pela ALE (Assembléia Legislativa do Amazonas). O ministro é natural de Martins, no Rio Grande Norte, mas adotou o Amazonas há 30 anos para morar. “Sou amazonense sim. Se não de nascença, mas por opção”, disse o ministro, ao agradecer ao autor da proposta do título, deputado Sabá Reis (PR).

O ministro aproveitou ainda para destacar o orgulho que sente ao fazer parte de uma equipe de um governo que combate as desigualdades regionais. “Nunca a região Norte recebeu tanta a atenção, como o Amazonas recebe hoje do presidente da República”, disse Alfredo Nascimento.
A sessão, iniciada às 11h30 e encerrada por volta das 13h45, foi concorrida e contou com a presença de autoridades, políticos, correligionários e representantes de todos os segmentos sociais. Entre elas, a desembargadora Graça Figueiredo, representando o TJA; o senador João Pedro (PT), representando o Senado Federal; o deputado federal Inocêncio de Oliveira (PR), 1º vice-presidente da Câmara dos Deputados; o deputado federal Átila Lins (PMDB); o deputado federal Marcelo Serafim (PSB), o deputado federal Sandro Mabel (PR/GO), o prefeito de Manaus, Serafim Corrêa; o general de Divisão, Ítalo Fortes, da 12ª Região Militar, representando o CMA (Comando Militar do Amazonas); o presidente da CMM (Câmara Municipal de Manaus), Leonel Feitoza (PDT); a reitora da UEA (Universidade do Estado do Amazonas), Marilene Corrêa; o padre José Mário Pascoalloto, representante do Arcebispo Metropolitano; e o procurador José Roque Nunes Marques, representante da Procuradoria Geral da República.
O eputado Sabá Reis destacou os trabalhos realizados por Alfredo quando prefeito de Manaus, e como ministro dos Transportes, desde o primeiro mandato do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Entre elas, ressaltou a luta pela consolidação do PIM (Pólo Industrial de Manaus), o trabalho para restaurar a BR-319, e a ampliação e melhoria da infra-estrutura portuária do Estado do Amazonas, com incentivo ao desenvolvimento do interior.

Na trajetória do ministro como homem público, o parlamentar ressaltou que na Superintendência da Zona Franca de Manaus, substituiu os chamados índices de nacionalização pela prática do PPB (Processo Produtivo Básico) e adequou a Zona Franca aos métodos modernos de mercado globalizado.

Eleito prefeito de Manaus em 1996 e reeleito em 2000, Alfredo reduziu o ISS (Imposto Sobre Serviços), direcionado para a estabilização do preço das passagens do transporte coletivo, implantou o programa medido da família e criou programas de inclusão social para os cidadãos da terceira idade e aos portadores de necessidades especiais.

Em nível nacional, sua administração foi destaque do Prêmio Top Ten de Excelência Administrativa, recebido no Estado de São Paulo, resultado de pesquisa realizada nos dias 15 de julho a 1º de agosto de 2003 em todo o país. Em março de 2004 foi convidado pelo presidente Lula para assumir o Ministério dos Transportes.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email