Acordo para reajuste dos servidores é assinado

O ministro do Desenvolvimento Agrário, Guilherme Cassel, o presidente do Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária), Rolf Hackbart, e o secretário de Recursos Humanos do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, Duvanier Paiva Ferreira, assinaram em Brasília, o termo de acordo para o reajuste dos servidores do Incra. O aumento ocorrerá em três vezes, sendo que a última parcela será paga em julho de 2010. Ao todo, o Incra possui 6.089 servidores em atividade e 4.022 aposentados.
Além dos representantes do Governo Federal, foram signatários do documento José Vaz Parente, diretor da Cnasi (Confederação Nacional das Associações dos Servidores do Incra), Wellington Fernandes, diretor-presidente da Assinagro (Associação Nacional dos Engenheiros Agrônomos do Incra), Lúcia Regina dos Santos Reis, representante da CUT (Central Única dos Trabalhadores), e Josemilton Maurício da Costa, secretário-geral da Condsef (Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Federal).

Aumento
escalonado

O reajuste dos servidores será efetuado em três períodos: neste mês de março de 2008, em julho de 2009 e em julho de 2010. A variação será conforme a classe e o padrão ocupados pelo servidor que, atualmente, vão de A-I (início de carreira) a S-III (final de carreira). O termo assinado hoje estabelece que até julho de 2010 os servidores com cargos de nível superior em atividade receberão aumento entre 43% e 57%.
Para os engenheiros agrônomos, categoria que desempenha a atividade-fim do Incra, o reajuste será entre 23% e 44% em julho de 2010. Ao final do escalonamento, todos os servidores aposentados de nível superior, incluindo os engenheiros agrônomos, terão recebido aumento em torno de 30%.
No caso dos servidores de nível intermediário, o quadro tem a seguinte definição: reajuste de até 46% (com mínimo de 32,4%) ao final de julho de 2010. Já os inativos dessa mesma categoria terão entre 17% e 30% de reajuste, quando concluída a última parcela do aumento.
O acordo assinado prevê ainda que, em janeiro de 2009, uma das gratificações que atualmente compõem a remuneração total do servidor seja incorporada ao vencimento básico. Essa mudança não incorrerá em aumento do rendimento final, mas atende à reivindicação de reajuste diretamente no vencimento básico dos servidores do Incra.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email