Ações do Google podem chegar a US$ 900

A trajetória ascendente das ações do Google ganhou mais um impulso na terça-feira passada quando um analista ­estabeleceu o preço futuro dos papéis da empresa em US$ 900, patamar mais alto entre os principais bancos de ­in­vestimento.

O upgrade feito pelo analista Heath Terry, do Credit Suisse, elevou as ações do Google em 3,6% – ou US$ 22.69. No encerramento do pregão, os papéis estavam cotados a US$ 648.54, mas subiram mais US$ 1.96 nas negociações após fechamento, chegando a US$ 650.50.

Analistas alertaram, contudo, que as ações da empresa podem sofrer o impacto da desaceleração do mercado norte-americano, que levariam a uma queda nos anúncios. As oposição à compra da agência de publicidade DoubleClick pelo Google também podem prejudicar o desempenho da companhia na bolsa.

Henry Blodget, famoso por suas previsões acertadas em relação à explosão da bolha das pontocom em 2000, escreveu que a fragilidade da economia causada pela crise no mercado imobiliário norte-americano deve afetar a receita de anúncios de empresas como Google e Yahoo.
O Wall Street Journal fez um comentário sarcástico a ­respeito dos analistas que cobrem o Google em seu blog, dizendo que eles parecem competir para ver quem estabelece o maior preço alvo para as ações da empresa.
As informações são do site especializado em tecnologia IDG Now!.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email