16 de abril de 2021

ABSA lança rota para venezuela e amplia malha internacional

A ABSA Cargo Airline, empresa de carga aérea de bandeira brasileira, está ampliando sua oferta de vôos para a América do Sul.

A ABSA Cargo Airline, empresa de carga aérea de bandeira brasileira, está ampliando sua oferta de vôos para a América do Sul. A partir de 18 de fevereiro, a companhia passa a oferecer ao mercado brasileiro uma nova e exclusiva rota para a Venezuela: a rota Viracopos – Valência. Será uma partida semanal, às segundas-feiras, saindo do Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas (Brasil), com destino ao Aeroporto de Valência (Venezuela). A nova rota vai significar um incremento da ordem de 33% na oferta de vôos da empresa para aquele país. Cada vôo terá capa­ci­dade de transportar 52 to­neladas de carga e a expectativa da ABSA Cargo Air­line é operar com capacidade máxima.
O objetivo da companhia com esse novo percurso é adequar a oferta ao crescente fluxo de carga entre os dois países, atender a uma demanda que se mostra reprimida, segundo demonstra a experiência acumulada pela empresa na região e ampliar seu mapa de rotas. A ABSA Cargo Airline já opera três vôos semanais para o Aeroporto Internacional Simón Bolivar, em Caracas, com saídas às segundas e quintas-feiras. Com a nova rota passará a oferecer quatro vôos semanais para a Venezuela (três em Caracas e um em Valência), sendo a única empresa no Brasil a ofertar vôos diretos para Valência. Dentre as empresas brasileiras de carga aérea, a ABSA Cargo Airline é a que oferece maior malha internacional dentro da América Latina, Estados Unidos, Europa e Oceania.
De acordo com o diretor de Vendas da ABSA Cargo Airline, Felipe Meyer, com a implantação dessa nova rota a companhia diversifica ainda mais sua malha aérea e garante maior suporte a seus clientes. “Todo esse trabalho objetiva ampliar o mapa de rotas da ABSA e oferecer mais comodidade aos nossos clientes, que não precisaram mais transportar sua carga por via terrestre”, comentou. Meyer lembra que a nova ligação entre os dois países vai eliminar o percurso, feito hoje por rodovias entre os aeroportos de Caracas e Valência e que consome, em média, três horas, o que pode inviabilizar o transporte de determinados produtos.
“Nossa expectativa é operar esse novo vôo com a ­capacidade total, e manter o índice de ocupação dos vôos de Caracas”, afirma Meyer. Segundo ele, a ABSA ­Cargo Airline acredita que com essa nova rota, direto para Valência, conseguirá conquistar cargas que atualmente são transportadas via Miami (EUA). Considerando o fluxo de cargas entre os dois países, os setores mais beneficiados com a nova ligação entre Brasil e Venezuela ­serão, entre outros, a agro­indústria (como o de ovos fertilizados), automobilístico e farmacêutico.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email