Startup relança plataforma de conteúdos voltados ao público gospel

Compartilhe:​

Graças à tecnologia nós também podemos estar mais próximos a Deus! Não que precisamos de Wi-fi para estreitar esse relacionamento, mas, por ela oferecer ferramentas que nos ajudam a conectar com a espiritualidade na correria do dia a dia e, sobretudo, em relação à educação religiosa de crianças e adultos. Com a proposta de auxiliar na formação religiosa-cristã infantil, a Joinkids relançou na semana passada sua plataforma de conteúdos voltados ao público gospel.

O Faglimar Oliveira (foto), diretor-executivo da nascente, descreve o processo de idealização da Joinkids e de que formas a plataforma atua no desenvolvimento pedagógico de crianças. “Em 2014, durante minha pós-graduação, surgiu um rabisco do que seria a JoinKids para o projeto final do curso. No ano seguinte, finalizei um TCC sobre um plano de negócios de uma empresa que desenvolveria livros digitais para crianças. Em 2016, pivotamos para o modelo de negócio atual: streaming de vídeos cristãos para crianças”, contextualiza.

A partir daí, Faglimar e sua equipe iniciaram uma pesquisa aprofundada sobre esse público-alvo. Atualmente, com outros seis funcionários, a plataforma pretende disponibilizar o material educativo a famílias cristãs com crianças de até sete anos de idade por entender que falta no mercado conteúdo especializado e com qualidade.

“Percebemos a dificuldade das famílias em encontrar vídeos infantis cristãos em um ambiente seguro, sem anúncios impróprios ou conteúdos adultos. Além disso, vimos a escassez de vídeos disponíveis para esse nicho. Com isso, produzimos séries originais com soluções pedagógicas que ensinam sobre artes bíblicas, ilustrações, conhecimento numérico e muito mais”, diz.

Na plataforma estão disponíveis duas horas de produções próprias, como clipes musicais, desenhos e narrativas animadas. Além dos conteúdos da Joinkids, a ferramenta reúne mais de 400 vídeos de títulos famosos do público infanto-juvenil. Entre os conteúdos licenciados estão personagens como Smilingüido, Turma do Cristãozinho e Rebeca Nemer.

É importante ressaltar que o perfil do público evangélico mudou muito nos 20 anos recentes. Antigamente, os evangélicos se relacionavam mais entre si, evitando misturar o profano com o mundo religioso. Entretanto, as mudanças na sociedade impulsionadas principalmente por conta das Tecnologias da Informação e Comunicação (TICs) derrubaram os muros e o mercado gospel deslanchou.

Além disso, essa população cresceu muito no país, pois conforme dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), em 2000, eles representavam 15,4% da população. Em 2010, chegaram a 22,2%, um aumento de cerca de 16 milhões de pessoas (de 26,2 milhões para 42,3 milhões). Um mercado com muitas oportunidades de negócios! Para fazer a assinatura ou conhecer mais a startup é só entrar em contato (joinkids.com.br).

Pirataria: o bilionário mercado das falsificações não para de crescer

O mercado das falsificações de produtos vai bem e obrigada! Pelo menos é o que aponta um levantamento do Fórum Nacional Contra a Pirataria e a Ilegalidade (FNCP). De acordo com o estudo, em 2014, a soma dos prejuízos de 15 setores produtivos brasileiros mais os impostos que deixaram de ser arrecadados pelo governo atingiram a cifra de R$ 100 bilhões em perdas. Em 2021, este número triplicou e subiu para R$ 300 bilhões. E o que contribui para esse crescimento é a `demanda´, isto é, os compradores alimentam a indústria das falsificações.

Uma operação da Prefeitura de São Paulo em um shopping center em outubro, apreendeu bolsas piratas das marcas Louis Vuitton e Prada, comercializadas por apenas R$ 200, como pouquíssimas pessoas podem pagar valores entre R$ 15 mil e R$ 35 mil, o jeito é cair na pirataria. Perde todo mundo! Não seria mais equilibrado reduzir os impostos, vender mais produtos originais, e arrecadar mais?   

Fuja da Black Fraude

Abrindo a temporada de compras do fim de ano, na próxima sexta-feira (25/11), inicia a Black Friday. Nos Estados Unidos, a data acontece um dia depois do Dia de Ação de Graças, ou seja, celebra-se no dia seguinte à quarta quinta-feira do mês de novembro, e é uma oportunidade para o comércio queimar o estoque e o consumidor adquirir produtos com preços atrativos. Bom, pelo menos deveria ser assim. Entretanto, no Brasil, nem sempre as promoções são mesmo promoções. Muitos estabelecimentos tentam enganar o consumidor praticando o que se chama de `maquiagem dos preços´. Isso acontece quando a loja aumenta o preço na véspera e depois oferece o desconto, ficando tudo do mesmo jeito. 

Porém, o que alguns lojistas talvez não saibam é que isso é crime previsto em lei. Conforme o Procon, essa prática é considerada publicidade enganosa de acordo com o Art. 37º parágrafo 1º e 2º da Lei nº 8.078/1990 (CDC). Nesse caso, o estabelecimento pode ser penalizado, mas para isso é necessária uma comparação de preços com antecedência. Como a maioria das compras são virtuais, os prints servem de prova!

Mulheres empreendedoras: conquistas e desafios

Sábado (19/11) é comemorado o Dia Internacional do Empreendedorismo Feminino. Não dá pra deixar a data passar em branco diante de tantos desafios que nós, mulheres, superamos no mundo dos negócios. E, apesar das dificuldades, como menor acesso a financiamentos e uma agenda que inclui deveres de casa e familiares, as empreendedoras mostraram que na hora que o bicho pega são elas as mais flexíveis e que rapidamente se articulam, como no caso da Covid-19. De acordo com dados do Global Entrepreneurship Monitor 2020 (GEM), trabalho realizado em parceria com o Sebrae, 55,5% das novas empresas criadas nesse período foram abertas por mulheres – um aumento expressivo na taxa de empresas nascentes. Infelizmente, as mulheres de baixo poder aquisitivo são as que mais sofrem na hora de conquistar o próprio negócio e as que mais precisam de ajuda, pois empreender representa liberdade, conquista de espaços e autonomia.

RÁPIDAS & BOAS

Na sexta-feira (18/11), a Academia de Literatura, Arte e Cultura da Amazônia (Alaca) empossou 20 novos membros que passaram a integrar o quadro da entidade. Dentre os empossados, eu, Cristina Monte, recebi a titulação com alegria e senso de responsabilidade. A Alaca tem como objetivo identificar, reconhecer e fortalecer a cultura local, por meio de eventos e ações culturais.

*****************************

No sábado (19/11), a partir das 19h, o renomado Chef português Pedro Mendes irá assinar um jantar de degustação que exibirá os pratos e sabores inovadores da gastronomia portuguesa e europeia. O evento será no restaurante Belle Époque, localizado no Vieiralves. As reservas estão disponíveis pelo número (92) 9 8413 2428.

*****************************

Na terça-feira (22/11), das 9h às 18h (horário de Brasília), acontece o seminário `Como fazer negócios com a ONU´, destinado a capacitar empresas brasileiras para que se tornem fornecedoras da ONU, composto por apresentações da ONU, Ministério das Relações Exteriores e ApexBrasil. O evento é gratuito e será em São Paulo. Outras informações e inscrição pelo link (https://bityli.com/MLWbkPDKa).

*****************************

O IEL AM irá promover nos dias 22 e 23 de novembro o curso Licitações e Contratos com foco na atualização da Lei nº14.133/2021, que será ministrado pelo Profº Ms Raphael Anunciação, especialista em Licitações e Contratos. Como a Lei nº 8.666/1993, que rege o processo de licitação perde validade no dia 1º/4/23 e seguirá vigorando a Lei nº 14.133/2021, as empresas precisam estar cientes das alterações e atualizações. Para mais informações, entre em contato com o IEL AM pelo 9 8134-0259.

Cristina Monte

Cristina Monte

Cristina Monte é articulista do caderno de economia do Jornal do Commercio. Mantém artigos sobre comportamento, tecnologia, negócios.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário