Shows ecléticos atraem público infantil e adulto no Centro Histórico de Manaus

Compartilhe:​

A criatividade e o encantamento da arte multicolorida que compõe a produção alegórica de Natal têm atraído milhares de pessoas no Largo de São Sebastião

O mês de dezembro brilha com arte e cultura no Largo de São Sebastião, centro histórico de Manaus, com múltiplos shows no Teatro Amazonas e visitação gratuita no magnífico cenário “O Mundo Encantado do Natal”, promovido pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa e do Fundo de Promoção Social e Erradicação da Pobreza (FPS),  que segue instalada até o dia 6 de janeiro de 2023, iluminando todo o complexo, diariamente, até as 22hs. A expectativa é que o local seja um dos mais visitados e fotografados do estado.

Um elenco diversificado está agendado para múltiplos shows no Teatro Amazonas que é um templo com referência mundial.  A programação multifacetada iniciou ontem, 30/11, com o concerto “Ripper e Mehmari”, apresentado pela Orquestra de Câmara do Amazonas, sob a regência de Marcelo de Jesus. Os autores brasileiros contemporâneos, João Guilherme Ripper e André Mehmari, são os homenageados pelos músicos do corpo artístico da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Amazonas.

Com 30 metros de altura, o que equivale a um prédio de 10 andares, a Árvore de Natal do Largo de São Sebastião reúne cerca de 300 esculturas e 500 mil lâmpadas de LED. O projeto inovador é do artista plástico parintinense, Rossy Amoedo, envolveu 300 profissionais, entre artistas e trabalhadores de diversas áreas, com uma decoração moderna aliada a enfeites que remetem à infância.

Conhecido internacionalmente por assinar projetos arrojados e imponentes, Rossy integra uma equipe de profissionais que atuam na edição natalina. O parintinense já trabalhou em eventos como as Olimpíadas, o Festival Folclórico de Parintins, os Carnavais do Rio de Janeiro e de São Paulo e os Jogos Pan-Americanos.

O Teatro Amazonas preparou uma agenda com múltiplos shows para adultos e crianças que começou  nesta quarta-feira (30-11) com o concerto “Ripper e Mehmari”, apresentado pela Orquestra de Câmara do Amazonas, sob a regência de Marcelo de Jesus. Os autores brasileiros contemporâneos, João Guilherme Ripper e André Mehmari, são os homenageados pelos músicos do corpo artístico da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Amazonas.

O palco desta quinta-feira (1º/12) está reservada à cantora amazonense Eliana Printes, com o “Show de Fim de Ano”. Acompanhada por sua banda, às 20h, a artista traz um novo repertório com canções que se destacam nas plataformas digitais e nas rádios do Brasil. Os ingressos estão à venda na bilheteria do teatro e pelo site: shopingressos.com.br.

Nesta sexta-feira e sábado (02 e 03/12) o projeto multimídia “Ecomúsica – Vozes da Natureza”,  idealizado pelo pianista e compositor Fábio Caramuru, traz o “Concerto de Câmara EcoMúsica Tom Jobim”. Caramuru, é diretor artístico do espetáculo e recebe convidados para interpretar canções do artista carioca, entre as quais “Estrada do Sol”, “Wave”, “Dindi”, “Samba do Avião”, “Águas de Março”, entre outras. O artista busca inspiração na biodiversidade de sons da floresta brasileira para compor o espetáculo. A entrada é gratuita para as três apresentações do espetáculo.

Já no sábado, às 17h, o “Concerto EcoMúsica – Piano e Sons da Natureza” mescla canções de Tom Jobim com obras compostas por Caramuru . No mesmo dia, às 20h, o projeto leva ao Teatro Amazonas o “Concerto Vozes da Natureza”, com o pianista dividindo o palco com a Amazonas Filarmônica, sob a regência do maestro Marcelo de Jesus, além do Coral do Amazonas e de convidados. Após estreia em Manaus, o projeto nacional segue em turnê para Rio de Janeiro, São Paulo e para a cidade de Funchal, em Portugal.

O espetáculo “Concerto Suzuki – Crianças Unidas do Brasil”,  é  atração perfeita para toda família, começa às 11h00, promovido pelo espaço-escola de música Centro Suzuki Amazonas, traz alunos da instituição, do Acre e Distrito Federal, o repertório vai emocionar o público infantil com composições clássicas da música erudita, dividindo o palco com a Orquestra de Câmara do Amazonas, sob a regência de Marcelo de Jesus.

Soraya Cohen

Soraya Cohen

é editora da coluna Turiscando

Qual sua opinião? Deixe seu comentário