Os sonhos continuam vivos

Lembrei do seu olhar…naquelas noites que se foram!

Lembrei das lutas coroadas com o fracasso e outras com a vitória. Lembrei dos  dias que voavam como as libélulas  e as noites com o silêncio profundo!

Os meses e os anos passaram ligeiros, mas recordo que as realizações se proliferaram pela perseverança…

Sol e chuva nunca foram obstáculos para o árduo trabalho de uma vida cheia de desafios, uma  quase eterna sinfonia de fé…

E, assim, a vida conduziu os dias para aqueles que resistiram às dores e às lamentações para um destino de fartura e prosperidade. Deus seja louvado!

As novas tecnologias chegaram para mudar o funcionamento do mundo, embora, também tenha chegado o envelhecimento do corpo.  Os sonhos continuam vivos no coração e na cabeça!

Resta o que não conhecemos e as surpresas ficam por conta das dores físicas. Até quando seremos lembrados?

Um cenário que  foi  marcante em nossas vidas de compromissos, correrias, alegrias e tristezas é importante ser lembrado; tudo isso revela um pouco do que somos, às vezes austeros, às vezes amenos. Hoje,  entendo que um ideal tem que ser dotado de convicção  e  ser definido  como  meio de crescimento pessoal. E, jamais esquecer de praticar o amor ao próximo. Uma pessoa que assim age tem plena consciência de suas responsabilidades.

Mudando o tom da conversa para questionamentos sobre realidade, impossível de ignorar:  Como sobreviver num país em que a meta do governo é proteger ladrões dos cofres públicos? Como sobreviver num país que alimenta as facções criminosas que agem ao arrepio da lei e nada acontece? Como viver num país que se omite na luta contra o feminicídio e o racismo?

O povo brasileiro não é descartável, nem pode ser excluído do setor produtivo. Rio de Janeiro, São Paulo e Manaus se constituem em maus exemplos  nos segmentos citados anteriormente. Mas, infelizmente, os bilhões destinados à saúde, à educação e aos empreendimentos necessários ao progresso das regiões desapareceram, fazendo crescer a miséria  e gerando a perda de investimentos privados que atraem investidores. Quando o povo acordar e as urnas não forem manipuladas, deixando de eleger políticos inescrupulosos poderemos ter outra nação em que viver bem será uma realidade para todos. Enquanto isso não acontece, oremos!!!

Manaus/AM,  11 de Abril de 2023

JOSÉ ALFREDO FERREIRA DE ANDRADE

Ex- Conselheiro Federal da OAB/AM nos Triênios 2001/2003 e 2007/2009 – OAB/AM 

Compartilhe:​

Qual sua opinião? Deixe seu comentário