Pesquisar
Close this search box.

Japão deseja ser uma sociedade baseada no hidrogênio

O Japão foi pioneiro em adotar uma estrutura nacional para o hidrogênio. E o artigo aborda sobre como eles desejam se tornar uma sociedade baseada no Hidrogênio até 2050.

O  conteúdo deste artigo tem como base os documentos do Ministério de Economia, Comércio e Indústria do Governo do Japão  <METI: https://bit.ly/3tjbeVE>, bem como a análise do Centro para Estudos Estratégicos e Internacional <CSIS: https://bit.ly/3qB6bOy>.   

O Japão é conhecido pelo movimento nacional da qualidade, a partir da adotação de diversas abordagens ensinadas pelos gurus Deming, Juran, Ishikawa, etc. É também conhecido por sua grande capacidade de inovar, estando entre os 35 países mais competitivos ou inovadores do planeta <https://bit.ly/3nzglgB e https://bit.ly/33lkBd1>. 

Em Abril de 2017, o Conselho Ministerial de Energias Renováveis, Hidrogênio e Assuntos relacionados, realizou sua primeira reunião, ocasião na qual o então primeiro-ministro Abe solicitou aos ministros que até o final de 2017, formulassem uma estratégia básica para políticas relacionadas ao Hidrogênio, a fim de unir esforços para tornar o Japão uma sociedade líder na sua adoção até 2050. Uma minuta foi apresentada na 2a reunião do Conselho, dia 26/12/17, como resultado de vários debates ocorridos ao longo do ano envolvendo lideranças do governo, da academia e da indústria.

Em grande síntese, a Estratégia Básica do Hidrogênio < https://bit.ly/3f9xyZH> esta dividida em quatro partes e abaixo foi resumido os principais pontos dela:

1) Desafios estruturais do Japão: demanda e oferta de energia

Este país é pobre em recursos de combustíveis fósseis e depende do exterior para fornecer 94% de energia primária. A taxa de auto suficiência de energia gira em torno de 6%  devido ao desligamento das usinas nucleares desde o terremoto de 2011. Além disso, até 2030, o país se comprometeu em cortar 26% das emissões dos Gases de Efeito Estufa, chegando a 80% até 2050. Para se ter ideia, até 2030, eles desejam cortar 310 milhões de toneladas de CO2, dos quais 190 milhões são usados para gerar energia.

2) Significado e Importância do Hidrogênio

2.1 Diversificação para reduzir riscos: o hidrogênio pode ser produzido a partir de fontes renováveis e de vários outros tipos de energia, podendo ser armazenado e transportado;

2.2 Redução do carbono em processos industriais, transporte, aquecimento e geração de energia: o hidrogênio não emite CO2 durante seu uso. E tecnologias usadas para a Captura e Armazenamento de CO2, bem como para energias renováveis podem ser usadas para tornar o hidrogênio uma fonte livre do carbono. Além disso, combustíveis tradicionais ou células de combustíveis podem ser combinadas com o hidrogênio para reduzir ao longo do tempo o carbono em várias áreas.

2.3 Alcançar objetivos ligados ao 3E+S

Como uma sociedade baseada no hidrogênio, o Japão deseja alcançar objetivos relacionados com a Segurança (Safety=Energy Security+Economic Efficiency+Environment).

2.4 Contribuições para a comunidade internacional

Ao expandir suas tecnologias de hidrogênio para o exterior, o país deseja contribuir para reduzir o carbono em nível global;

2.5 Promoção Industrial e Melhoria da Competitividade

As tecnologias do Japão envolvendo células de combustível e uso do hidrogênio, estão entre as mais avançadas do planeta. Assim o país deseja proativamente expandir essas tecnologias para criar novas indústrias;

2.6 Liderar iniciativas em outros países

O Japão deseja liderar o mundo na construção de uma sociedade baseada no hidrogênio.

3) Estratégias básicas que estão sendo executadas

3.1 Realizar aplicações de baixo custo com o hidrogênio

Entre as medidas há a redução dos custos para adquirir e fornecer o produto. Uma das metas é até 2030, desenvolver cadeia de fornecimento em escala comercial para adquirir 300 mil toneladas de hidrogênio/ano a um custo de 30 yens/Nm3;

3.2 Expansão da energia renovável

Uma das medidas é desenvolver tecnologias para armazenar energia excedente. Eles desejam investir em tecnologia power-to-gas (usa energia elétrica para produzir combustível gasoso) na esperança de até 2032 comercializar sistemas que usam essa tecnologia junto com hidrogênio.

3.3 Uso do hidrogênio na geração de energia

O país está buscando meios para melhorar a eficiência econômica do hidrogênio para a geração de energia, a fim de ter preços tão competitivos quanto o do gás natural liquefeito.

3.4 Uso do hidrogênio na Mobilidade

Entre as metas estão: a) aumentar o número de veículos elétricos de célula de combustível para 40 mil em 2020, 200 mil em 2025 e 800 mil em 2030;  b) aumentar o número de estações de hidrogênio para 160 até 2020, 320 até 2025; c) aumentar o número de ônibus elétricos em 100 até 2020, passando para 1200 em 2030; d) aumentar o número de empilhadeiras elétricas para 500 em 2020, saltando para 10 mil até 2030.

Para tanto, algumas medidas que estão sendo adotadas são: reforma no sistema regulatório do país, apoio ao desenvolvimento tecnológico, parcerias público e privadas, subsídios, isenções fiscais (incluindo extensão delas), etc.

Por exemplo, para o ano fiscal de 2020 (abril/20 a março/21), o governo Japonês alocou fundos para programas ou projetos de P&D relacionados com hidrogênio: $ 247 milhões para veículos de energia limpa; $ 141 milhões para o desenvolvimento de cadeia de suprimento do hidrogênio; $ 120 milhões para estações de recarga de carros elétricos; $ 52,2 milhões para inovações em célula de combustível, $ 40 milhões para promover inovações em células de combustível residencial, etc.

Finalmente, no próximo artigo, será abordado sobre a Estratégia Verde de Crescimento do Japão, nação que ao tentar liderar a construção de uma sociedade baseada no Hidrogênio, tem mantido o foco em desenvolver soluções sustentáveis de alto valor agregado, alinhadas com os acordos internacionais, tais como os Protocolos de Kyoto, Paris e recentemente a COP26.

Compartilhe:​

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Notícias Recentes

No data was found
Pesquisar