Pesquisar
Close this search box.

Dia mundial do meio ambiente, sustentabilidade ambiental e desafios na gestão florestal no Amazonas

O uso dos recursos naturais no processo produtivo se confunde com a própria existência da humanidade. Esse sentimento aflora com mais vigor no dia mundial do meio ambiente.

Em termos de Amazonas, torna-se desnecessário comentar sobre suas florestas, desafios, oportunidades, enfim, tudo que se alerta nesta semana do meio ambiente por diversas instituições locais.

Há meu ver, entre outros, o fato de nosso exuberante Estado não possuir formalmente e institucionalizada uma política florestal, acaba por sua vez dissociando as boas intenções produtivas e conservacionistas dos recursos da floresta, em um Estado ainda carente de elementos básicos à sobrevivência de significativa parcela de sua população, tais como saúde, alimentação, saneamento básico, educação, segurança sobretudo no interior.

O tema floresta desperta a atenção de dezenas de segmentos, logo é necessário o entendimento da necessidade de uma política florestal na gestão pública para nossas florestas,  pois envolve  diversos elementos  que devem ser  considerados, logo o seu sucesso dependente de outras políticas, ou seja, pressupõe, um amplo entendimento com vários setores,   entre elas: ATER, licenciamento, controle, monitoramento e fiscalização, concessão de florestas públicas, pesquisa florestal, gestão de unidades de conservação, manejo florestal  e mais recente a necessidade de incorporação de instrumentos econômicos e mercados, aliada a transparência, arranjos institucionais responsáveis com fonte de recursos orçamentários.

Sem isso ficaremos apenas nas palestras de sensibilização, esforços pontuais e com poucos avanços reais.

Creio que em meio a uma crise ambiental é economicamente possível argumentar pela necessidade da conservação de recursos florestais, visto que sua utilização sob técnicas de manejo gera vastos benefícios sociais que minimizariam ou pelo menos oportunizariam atores econômicos totalmente invisíveis ao processo como hoje está estruturado. Nesse dia, mais uma vez, devemos reforçar o tema defendido por inúmeros pesquisadores, lideranças, enfim…que o meio ambiente e os recursos florestais necessitam de um novo olhar, pois são imprescindíveis tanto para o funcionamento de parte do sistema econômico local, quanto para a manutenção da vida.

*Sérgio Gonçalves é doutor em Ciências do Ambiente /  Economia Ambiental – Universidade Federal do Amazonas

Compartilhe:​

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Notícias Recentes

No data was found
Pesquisar