Pesquisar
Close this search box.

Como achar emprego – Parte 2

Com um pouco de organização e estratégia, você aumenta suas chances de encontrar o emprego dos sonhos, economiza tempo e ainda tem mais controle sobre os caminhos da sua carreira.          

Dando continuidade ao artigo da semana passada, onde já falamos sobre pontos como definição de alvo, atualização de currículo, envio de currículos e utilização de redes sociais, a seguir, confira mais quatro dicas para procurar emprego de forma mais eficiente.

5- Saiba buscar vagas

Muitas empresas e instituições públicas anunciam novos processos seletivos nos seus próprios sites, mas a internet também conta com várias páginas que reúnem uma grande variedade de anúncios de emprego — embora possam listar centenas de oportunidades de trabalho, lembre-se de que nem todas elas serão uma opção para você.

– Cheque diariamente as vagas no LinkedIn;

– Atente-se a sites de consultorias e headhunters nacionais e locais, como Paula Pedrosa Headhunter, Michael Page, Hays, Robert Half etc;

– Visite sites nacionais como o Empregos.com, o InfoJobs, o Vagas.com, o Indeed, entre outros;

– Visite portais locais onde muitas empresas da região divulgam as vagas, como Eva Oportunidades;

– Cadastre-se em portais de empregabilidade das universidades. Muitas delas divulgam não somente estágios e vagas para início de carreira, como também vagas mais seniores com o intuito de aumentar seu público;

– Pesquise sites de empregabilidade específicos da sua área, são muitos os que existem, porém ainda pouco conhecidos;

– Cheque a seção “trabalhe conosco” das empresas;

– Seções de economia dos jornais e revistas também podem oferecer boas pistas sobre novas oportunidades. Uma nova empresa no mercado, ou uma companhia que vai abrir escritório em sua cidade são indícios de possíveis contratações;

– Fique atento aos prazos e às instruções detalhadas dos processos de seleção — não perca tempo enviando currículos se o prazo de candidatura já tiver chegado ao fim.

É normal se sentir chateado se você já enviou seu currículo para diversas vagas, mas ainda não foi chamado para entrevistas — tire um dia para se recuperar, levante e sacuda a poeira! Você só será bem-sucedido nessa busca se continuar tentando e aperfeiçoando suas habilidades.

6- Não se candidate a toda e qualquer vaga

Enviar currículos para posições que não estão no seu perfil e que você não tem a menor chance de conseguir, além de fazer você perder tempo podendo estar canalizando sua energia para vagas realmente interessantes, ainda gera um sentimento no entrevistador de você estar panfletando seu currículo – isso não é legal.

Candidate-se apenas aos empregos que combinem com suas habilidades e experiências anteriores. Isso não significa que um candidato precise ter todas as características listadas na descrição da vaga, mas sim, precisa ter haver com você. Candidate-se a um emprego quando seu perfil profissional atender à maioria dos requisitos do contratante.

Seja menos seletivo se você precisar de trabalho com urgência. Não se candidate a uma vaga se você não tiver nenhuma das qualificações necessárias, mas pense fora da caixa na hora de determinar se um emprego corresponde ou não às suas habilidades. As experiências que adquirimos em uma posição específica podem traduzir-se em diversos outros trabalhos, ligeiramente diferentes.

Avalie também a possibilidade de se candidatar a vagas em outras cidades, ou com turnos de trabalho não tão ideais. Nenhuma vaga é perfeita, mas, na maioria das vezes, ter um trabalho é melhor do estar desempregado.

7- Tire vantagem dos seus relacionamentos (no bom sentido)

Nos dias de hoje, muitas pessoas conseguem trabalho através do networking e das relações pessoais, e você terá mais chances de ser contratado se puder contar com o "empurrãozinho" de um funcionário da empresa. Não tenha medo de falar com os amigos e familiares sobre sua busca profissional — talvez alguém tenha conhecimento do emprego perfeito para você!

Existem vários sites especializados na organização de contatos profissionais, e essas plataformas vão ajudá-lo a tirar vantagem de diversas relações pessoais durante a busca por um novo emprego.

8- Contrate um profissional para auxiliá-lo na busca por vagas mais especializadas

Também conhecidos como Jobhunters, esses profissionais são outra boa opção para ajudá-lo nessa jornada. Além de toda assessoria profissional sobre como se portar na entrevista, elaboração de um currículo dentro dos melhores padrões, orientação nas redes sociais, participação em conversas sobre empregabilidade e gerenciamento de carreira, eles prospectam vagas no mercado, novas empresas e negócios e até mesmo conseguem entrevistas para você.

Num cenário de mercado mais difícil, conseguir um novo emprego será muito mais fácil com outra pessoa trabalhando ao seu lado.

2019 chegou e a chance de conseguir o seu emprego também. Ao invés de lamentar ou se vitimizar, pegue as dicas acima e, mãos à obra!!

Boa semana!

Fiquem com Deus!

*Paula Pedrosa é diretora executiva da Paula Pedrosa Headhunter & HR Solutions – email: [email protected]

Compartilhe:​

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Notícias Recentes

No data was found
Pesquisar