Zoneamento da cana protege meio ambiente

O zoneamento agroecológico da cana-de-açúcar deverá ficar pronto em 30 dias, de acordo com informações do Ministério da Agricultura. Para o presidente da Comissão de Agricultura e Reforma Agrária do Senado, senador Neuto de Conto (PMDB-SC), a falta de definição quanto às áreas destinadas ao plantio faz com que regiões protegidas pela legislação ambiental sejam usadas para o cultivo. Ele ressaltoua que é necessário encontrar um caminho entre a rentabilidade e a preservação do meio ambiente.
A Amazônia é região mais polêmica no momento. “Todos querem plantar cana, este é o fato. E nem todas as áreas da Amazônia são próprias para a plantação de cana por causa do clima, do solo, das chuvas”, explicou o senador.
Em entrevista, na última segunda-feira, 13, no programa Revista Brasil, da Rádio Nacional, o senador considerou a matéria de fácil trâmite no Congresso Nacional não só pela economia, mas também porque o zoneamento interfere diretamente na produção alimentar brasileira e também no equilíbrio ambiental. “No entanto, não podemos perder de vista que esta alimentação tem que ser feita também com o meio ambiente, para que possamos ter qualidade de vida”.
O próximo passo, segundo o senador, é incentivar os estados a fazerem uma legislação de zoneamento própria, que inclua todas culturas. A partir daí, fica mais fácil a formulação de uma lei nacional sobre o tema. “Estamos aguardando a fase final do zoneamento [sobre a cana-de-açúcar], que segundo os ministros, deve ficar pronta ainda este mês. Com esse zoneamento podemos fazer uma análise mais profunda e saber o quê e como se plantar”, concluiu.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email