Europa discute união bancária

Parlamentares e autoridades europeias, tanto do Conselho Europeu quanto da Comissão Europeia, iniciaram discussões sobre a formação de uma autoridade central destinada a lidar com bancos falidos da zona do euro. O desafio durante a reunião será superar as divergências sobre como criar o novo organismo.
Embora os ministros de Finanças da zona do euro tenham concordado em dezembro em criar um Mecanismo de Resolução Único (SRM, na sigla em inglês) para lidar com os bancos problemáticos da região, grandes diferenças de opinião persistem com relação a quem deve controlar a autoridade central responsável pelas instituições em dificuldade. Os parlamentares e o BCE (Banco Central Europeu) favorecem um organismo independente livre de influência política, enquanto os governos – liderados pela Alemanha – preferem ter mais poder sobre ele.
“Eu acho que é crucial colocar isso em funcionamento”, afirmou Fabian Zuleeg, executivo-chefe do Centro de Política Europeu, uma instituição de pesquisa independente com sede em Bruxelas. “Os detalhes são importantes, mas não são tão importantes quanto seguir adiante. Isso é parte da razão pela qual estamos tendo essas discussões”, acrescentou.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email